É proibido a reprodução das resenhas ou qualquer outro texto do blog sem a prévia autorização por e-mail do autor, e sem os devidos créditos.

15 de set de 2009

Existe valor em uma sapatada?

O jornalista iraquiano Muntazer al-Zaidi que lançou seus sapatos no ex-presidente dos Estados Unidos George W. Bush em dezembro de 2008, foi libertado nesta terça-feira, 15, após passar 9 meses na prisão.

A grande questão que fica é: qual é o valor de uma sapatada em um presidente da república?

Por pior que tenha sido o governo Bush, aquele sapato voando em uma entrevista coletiva significou uma quebra de paradigmas em que saimos da civilização e entramos na era do retorno a idade da pedra. Cessamos a conversação e passamos a agressão física.

Além disso, tumultuar uma coletiva de imprensa com um ato de vandalismo é um grande desrespeito aos profissionais que exercem o jornalismo. Ele, Muntazer al-Zaidi, não merece o diploma que tem.

Os brasileiros podem puxar pela memória, pois atos de igual “baixaria” já ocorreram aqui. É só lembrar de quando o então presidente Fernando Henrique Cardoso teve sua fazendo invadida pelo MST em um ato vergonhoso e agressivo.

A grande questão é o que leva estas pessoas a jogarem fora séculos de civilização e tentarem soluções através de atos “animais”? O que leva um correspondente internacional a arrancar os sapatos e jogar em um presidente da república, por pior que ele tenha sindo?

Fica em aberto a questão, já que a meu ver, não existe valores positivos em uma sapatada, apenas a declaração mundial que a civilização não chegou a quem cometeu o ato.

Nenhum comentário: