É proibido a reprodução das resenhas ou qualquer outro texto do blog sem a prévia autorização por e-mail do autor, e sem os devidos créditos.

15 de out de 2009

Carta ao professor(a)

Querido professor e professora, em primeiro lugar eu gostaria de parabenizá-los pelo seu dia. Na verdade o dia do professor deveria ser todos os dias.

Sabe! Professor é alguém que escolhe como profissão formar futuros cidadãos de um país. Uma área difícil, penosa e sem muito reconhecimento.

Na verdade, em nosso país, você professor, é quase um ser invisível, por que o governo não respeita seus direitos mínimos e você é obrigado a trabalhar em duas ou três escolas, contrariando completamente o senso do correto. Também, porque os pais dos alunos acreditam que vocês, a exemplo deles, devem deixar seus filhos fazerem o que bem entendem, não respeitando regras e o mínimo de educação e civilidade.

É, e duro ser professor no Brasil!

Mas acreditem, professores de todo o país que lêem esta carta, quem escolhe está profissão – salvo os que caíram de pára-quedas – são pessoas que amam o ser humano e querem ajudá-lo a crescer, a se autoconhecer, a descobrir o mundo e seu lugar na humanidade. Vocês são pessoas que amam o conhecimento e não encontram barreiras quando precisam estudar mais, se integrar a nova era, mesmo tendo anos de profissão voltam aos bancos escolares para aprender informática, nova gramática da língua portuguesa, nova geografia mundial e todas as coisas novas que aparecem a cada cinco minutos.

Eu aprendi com o grande prof. William que professor de verdade renova seu material didático a cada nova turma, porque as pessoas não são as mesmas, o mundo não é o mesmo, e a disciplina evoluiu. Que as velhas folhinhas amareladas de 20 anos de ensino não servem mais para os dias de hoje.

Professor, aquele que professa, que abraça sua profissão como um sacerdócio e que proporciona a crianças e adolescentes a perspectiva, o olhar com que eles avaliarão o mundo quando forem adultos. É muita responsabilidade!

Deixo aqui minha humilde mensagem a todos os professores (teachers and professors) do Brasil, e uma homenagem especial a aqueles que foram muito importantes em minha vida: Prof. Cecilia (primeira série), Prof. Mafalda (educação artística) e Prof. Paulo de Laurentz (faculdade). A todos vocês, meu muito obrigada.

2 comentários:

Anônimo disse...

concordo com vc, quando fala as bondades a respeito dos professores, mas até aí falar que os pais não entendem de educação...vc tá generalizando né querida...e como tem pais irresposaveis que acham que os filhos tem que fazer o que acham que é melhor pra eles, também existem professores que nada tem a ensinar, nem mesmo conhecimento....

William disse...

Soraya, aqui é o William. Demorei para conhecer o seu "Blog", mas o conheci e fico feliz de saber que você tomou o rumo que tomou: que lindo! Bem dito seja o professor e louvada a sua resistência. Mas tenho conceitos estranhos para tudo, talvez, por isso, tenha "tomado o rumo que tomei". Parabéns.
Do seu William