É proibido a reprodução das resenhas ou qualquer outro texto do blog sem a prévia autorização por e-mail do autor, e sem os devidos créditos.

28 de jun de 2010

Livro amigo e os amigos

Livros são amigos inseparáveis. É claro que existem aqueles que vão embora, desaparecem como por mágica, em uma mudança, nas mãos de amigos que nunca mais veremos. Eu, particularmente, tenho uma lista dos que se foram para nunca mais voltar.
Uma edição de Morro dos Ventos Uivantes, das Edições de Ouro, década de 70. Partiu em busca de novos horizontes, ou talvez estantes mais organizadas que a minha.
Também tem um trio, que adoro até hoje, que passaram pelas mãos de colegas de trabalho que nunca mais devolveram. Espero que eles não tenham sido relegados ao lixo. São os queridos “Dimensão Oculta”, “O ponto de mutação” – este com centenas de comentários pessoais, reflexões sobre o texto - e o outro “O Tao da Física”.
Uma velha amiga me disse que livros vão embora quando outras pessoas precisam deles, quando eles não exercem mais função nenhuma conosco. Confesso que não concordo com isso. Se assim fosse, pessoas como José Mindlin, nunca teriam formado uma biblioteca que hoje engrandece nossa sociedade.
Livros são como amigos verdadeiros que estão a disposição para nos ajudar, se divertir, advertir, levar a reflexão, trazer novas informações e nos amar a todo instante. A distância, quase sempre, é algo ruim.
Hoje, anos a fio, aprendi a deixar meus amigos livros sob a guarda de amigos verdadeiramente responsáveis. Só quem sabe o verdadeiro valor de um livro é que consegue retirar um exemplar da minha estante. São poucos, mas eles são absolutamente especiais.
Hoje, quando empresto um livro para alguém, é porque tenho certeza que esta pessoa merece cada linha do amor que estou dedicando a ela. Por que confio e sei, que meu amigo livro será bem tratado.
Amigos são assim....livros e gente. Todos precisam de carinho e tratamento especial.

Obs: Tenho a imagem usada neste post há muito tempo em meu computador. Infelizmente não tenho os créditos dela. Por favor, se alguém souber me passe as referências para que possa devidamente colocar o nome do autor deste belíssimo trabalho

Nenhum comentário: