É proibido a reprodução das resenhas ou qualquer outro texto do blog sem a prévia autorização por e-mail do autor, e sem os devidos créditos.

27 de ago de 2010

Don Pasquale – arte na forma de risos

"Don Pasquale", engraçadíssima ópera de Gaetano Donizetti (1797-1848), está em cartaz no Teatro São Pedro. Com direção cênica de Enzo Dara e a recém-formada orquestra do São Pedro regida pelo talentoso maestro italiano Vito Clemente, Don Pasquale não só encanta, mas esbanja virtuosismo.
No enredo, "Don Pasquale" é um senhor de setenta anos, solteiro que resolve se casar para não deixar sua fortuna para o sobrinho. Mas, vítima de uma complicada artimanha de seu amigo, Doutor Malatesta, que inventa ter uma jovem irmã criada num convento e o apresenta a Norina, que é na verdade o grande amor de seu sobrinho.
Depois de um matrimônio falso, no qual o velho acredita, a jovem esposa demonstra ser o demônio, e não o anjo que ele havia acreditado existir dentro dela. Don Pasquale, em desespero, acaba de bom grado por abençoar o casamento de Norina com o sobrinho.
O ponto alto da apresentação é quando Don Pasquale e o Dr. Malatesta se confrontam no ataque e na defesa da pureza da jovem Norina. Em uma interação com o público, os dois descem do palco e realizam suas proezas vocais junto a platéia. No espetáculo de ontem, o entusiasmo da platéia foi tão grande que mereceu uma reapresentação.
É uma pena que a temporada é curtíssima e boa parte dos bons ingressos já estão esgotados. Mas, vale a pena correr até lá e fazer uma tentativa.

 

Nenhum comentário: