É proibido a reprodução das resenhas ou qualquer outro texto do blog sem a prévia autorização por e-mail do autor, e sem os devidos créditos.

8 de set de 2010

Universidade americana abre curso sobre Zumbis

Seres sobrenaturais invadiram o Planeta Terra e parecem dispostos a não saírem mais daqui. Primeiro foram os bruxos e bruxas que voltaram a dizer seus encantamentos, depois foram os Vampiros, que ficaram mais sexys e humanos, segue-se uma onda de seres imortais, anjos decaídos. Agora, as universidades internacionais estão criando cursos específicos para o estudo desta febre mundial.
Primeiro foi a Universidade de Durham (UK) que criou um curso sobre Harry Potter que iniciará em outubro, e agora a Universidade de Baltimore (USA) dará inicio a um curso específico sobre Zumbis. Criaturas que vivem em uma linha entre a morte/vida e que assombram a humanidade há muito mais de um século.
Arnold T. Blumberg é o professor convidado que ministrará o curso na UB's School of Communication Design. Ele é co-autor do livro Zumbiemania.
Os alunos assistirão a uma série de 16 produções clássicas de filmes sobre zumbis, além de lerem obras sobre o assunto. Os debates versarão sobre uma possível contextualização destes seres na sociedade, seu papel alegórico, suas referências antropológicas e sociológicas, além é claro, de fatores psicológicos.
É de extrema importância este debate na medida em que mais e mais pessoas buscam ver filmes, ler livros e uma identificação com estes personagens. Algumas questões precisam ser respondidas urgentemente como:
Por que o ser humano está se identificando cada vez mais com o sobrenatural?
O que está acontecendo no Mundo que está levando as pessoas a gostarem cada vez mais de seres tidos como sombrios (Convenhamos que os Zumbis são os mais sombrios de todos)?
Os altos índices de violência talvez façam parte da resposta, mas há muito mais e quem sabe, estes alunos privilegiados, ao final de seu curso, poderão nos responder.

foto do filme: Capital dos Mortos

2 comentários:

william disse...

Ser humano é muito complicado, é para poucos. Queremos fugir da realidade, ela é muito pesada, mais que os 720kg atmosféricos, mais que a gravidade, queremos fugir. Criamos deuses e outros paliativos, mesmo assim é pouco, ainda mais nesta época de overdose de informações. A fuga para o animal (que somos e esquecemos) e criar mitos, tomar drogas, se deixar às religiões, buscar uma muleta, ou pirar... Sonho que se façam a universidade da vida real.

william disse...

Ser humano é muito complicado, é para poucos. Queremos fugir da realidade, ela é muito pesada, mais que os 720kg atmosféricos, mais que a gravidade, queremos fugir. Criamos deuses e outros paliativos, mesmo assim é pouco, ainda mais nesta época de overdose de informações. A fuga para o animal (que somos e esquecemos) é criar mitos, tomar drogas, se deixar às religiões, buscar uma muleta, ou pirar... Sonho que se façam a universidade da vida real.