É proibido a reprodução das resenhas ou qualquer outro texto do blog sem a prévia autorização por e-mail do autor, e sem os devidos créditos.

14 de abr de 2011

Enfim uma invasão alienígena

Eu sinceramente acredito que não estamos sós nesta vastidão infindável do Universo. As descobertas da física quântica nos remetem cada vez mais a possibilidades infinitas de vidas, de universos e por que não dizer, dimensões.
Brian Greene, autor do livro “O Universo elegante” nos leva a uma viagem muito louca por supercordas, dimensões ocultas e buscas e mais buscas. Então, diante de tantas evidências por que acreditar que o Universo não é povoado por infinitas espécies de vida inteligente? Seria o Terráqueo a única forma privilegiada?
Todo este questionamento filosófico para falar sobre o livro lançado pela Intrínseca “Eu sou o número quatro”, de Pittacus Lore (pseudônimo). Quando lançaram o livro, em Inglês, confesso que fiquei tentada em encomendar um exemplar, mas resisti bravamente, pois tinha a certeza absoluta que ele seria lançado logo no Brasil. Acertei as duas suposições, a rapidez no lançamento e a editora. (não tenho poderes paranormais)
Eu sou o número quatro conta a história de nove crianças, habitantes do planeta Lorien, ligadas por uma magia, que foram enviadas a Terra para que pudessem crescer em segurança e desenvolver seus poderes.
Acontece que o planeta onde eles viviam foi invadido pelos mogadorianos, uma raça que já destruiu todos os recursos naturais de seu planeta e enxergam em Lorien, como seres incontroláveis, um lugar para continuar sua sede de destruição.
As crianças têm o destino de desenvolver os poderes, retornarem a Lorien e destruir os magadorianos. Elas são protegidas por uma magia muito estranha. Cada uma recebeu um número, de um a nove, e só poderão ser mortas nesta sequência.
É claro que os mogadorianos descobriram três delas e as mataram. Agora, estão atrás do número quatro e é exatamente ai que a história começa.
O número 4 e seu guardião já moraram em inúmeras cidades na Terra, e em cada uma adotam um nome diferente. Quando chegam a Paradise, Ohio, aos olhos dos habitantes da cidade, eles são apenas um adolescente de 15 anos e seu pai. Só que desta vez eles irão viver uma aventura bem diferente.
O livro é o primeiro de uma série chamada Os Legados de Lorien, mas os leitores já podem reservar um espaço na estante para mais sequência frenética de histórias eletrizantes.
Apesar de a temática ser comum, ou seja, povos alienígenas que invadem outros planetas, Eu sou o número 4 consegue ser inusitado, criativo e empolgante.
Agora, qualquer semelhança com o que está acontecendo no mundo de hoje, não é mera coincidência. O livro vale pelo prazer e pela reflexão.

Veja o book trailer:

Um comentário:

Luis Netto disse...

Parabéns pelo retorno. Seja bem vinda e muito feliz.

Luis