É proibido a reprodução das resenhas ou qualquer outro texto do blog sem a prévia autorização por e-mail do autor, e sem os devidos créditos.

27 de dez de 2011

O que fica do ano que passou

Todo final de ano é sempre a mesma coisa. Fazemos planos e mais planos para o ano que começa novinho como uma página em branco.
Fazer regime, economizar dinheiro, mudar de vida, fazer a viagem tão sonhada, ser feliz, sair mais, reformar a casa... são tantas as promessas que somadas em um plano de ação levariam, na maioria das vezes, cinco anos para serem realizadas.
A pergunta que não quer calar é sempre a mesma: - Por que as pessoas fazem “promessas” sabendo de antemão que não irão realizá-las?
A resposta é simples, na maioria das vezes os sonhos acumulados ao longo da vida são despejados automaticamente como se por encanto pudessem se auto-realizar. Seria tão bom se fosse assim, mas infelizmente, ou felizmente, eles necessitam de planejamento.
Novos sonhos ou velhos desejos não realizados só poderão acontecer quando fizermos um “rescaldo” do que realizamos ao longo do ano que passou. Coisas que não podem ser mudadas, mas que são referências para o próximo ano no sentido de “fazer novamente” ou “nunca mais fazer”.
Se a pessoa quer criar o hábito de ler, no mínimo, um livro por mês, terá que replanejar seu tempo para ocupar parte dele com o saudável habito da leitura. Talvez isso exija reduzir o tempo em frente à TV ou computador; quinze minutos a menos de conversa telefônica, ou melhor, 15 minutos a menos no banho, o que significará em um ano grande economia de água e energia elétrica. – O Planeta Agradece.
Eliminar quilos a mais, por exemplo, significa mais saúde. Ninguém faz isso sem determinação (determinar a sua ação). Se você não tiver tempo para uma caminhada, talvez descer um ou dois pontos antes de sua parada de ônibus ajude a melhorar o seu vigor físico. Quem sabe um pequeno sacrifício na hora do almoço, reduzindo em 1/3 o que coloca no prato. Se você come fora isso resultará em economia também.
Se o seu objetivo é estudar uma língua diferente, praticar ioga, mas não vê uma folga no orçamento. Procure livros, site, recursos disponíveis que podem ajudar enquanto você não se organizar para pagar por um bom curso.
Yoga, por exemplo, você pode se iniciar com o livro “Autoperfeição com Hatha Yoga", de Hermógenes (R$ 39,90)”; Inglês, a BBC oferece boas oportunidades de treinar o seu ouvido no site. São apenas algumas dicas, dê-se o prazer de aventurar-se nessa busca.
Tudo o que depender de sua ação, com certeza acontecerá se você agir. O que depende dos outros... bem, nesse caso você age até onde o limite permite e depois, aguarde que sua ação resulte em bons frutos.
- O que você fez em 2011 para atingir estes ou outros objetivos?
Na maioria das vezes perceberá que absolutamente nada. Esperou que eles acontecessem. É esta a importância de um rescaldo em nossas vidas. Ele sempre nos leva a ver onde falhamos e o que precisamos para melhorar.
Antes de terminar 2011, muito antes de chegar o dia 31, que tal fazer uma retrospectiva de sua vida e sorrir com todas as suas vitórias e aprender com todas as suas dificuldades. Elas serão como estrelas a guiar o seu caminho na rota da realização de seus sonhos.

Obs: Imagem tirada de pesquisa no Google. Não constava o nome do autor.

Nenhum comentário: