É proibido a reprodução das resenhas ou qualquer outro texto do blog sem a prévia autorização por e-mail do autor, e sem os devidos créditos.

20 de jun de 2014

Encontro com Zafón

Roberta, Carla, Josi, Yvone, Dora e Soraya
Nada mais prazeroso que reunir um grupo para falar sobre o que mais amamos: - livros.
Ano passado reunimos um grupo de amigas e amigos, no mais puro estilo “O Clube de Leitura da Jane Austen” para conversarmos sobre livros, seus personagens e acabamos descobrindo que também iríamos falar de viagens, comida, vinhos e outras “coisinhas” deliciosas que fazem parte de nossas vidas.
O Clube foi um sucesso desde o primeiro encontro, que discutiu nada mais que Orgulho e Preconceito de nossa inspiradora Jane Austen. A empatia foi tão grande que estamos juntas até hoje, e o grupo ganhou um nome: - Magia Literária.
Ontem, em pleno feriado de quinta-feira nos reunimos para falar sobre a Sombra do Vento, de Carlos Ruiz Zafón, um livro fantástico fruto da imaginação deste escritor brilhante.
Zafon nos proporcionou um de nossos melhores encontros, uma bate papo que oscilou entre lugares turísticos em Barcelona e teorias psicológicas sobre o comportamento dos personagens que amamos e odiamos na trama.
Como vocês podem ver pela foto, a anfitriã da vez é fanática pelo autor e tem todos os livros dele – em português e espanhol. – e confesso que estou tentada a fazer o mesmo.
Quantos livros mesmo????
Estou fazendo este post não apenas para elogiar o autor (Publicarei uma resenha sobre o livro na próxima terça-feira), mas para incentivar o leitor a criar grupos de leitura.
Aqui no Brasil, os grupos de leitura possuem um rótulo de “coisa de mulherzinha”, como se ler e gostar de literatura fosse um ato que envolvesse gênero. Falar sobre livros envolve espécie; a espécie humana pensante.
Fora do Brasil e especificamente na Inglaterra, país que visitei este ano, os grupos de leitura são encontros sociais comuns, que são oferecidos por livrarias, bibliotecas, escolas, e também no âmbito particular.  Lá, as editoras publicam em seus sites roteiros de leitura para os livros mais escolhido pelo leitor. A Bloomsburry é uma delas.
Paulo e Rinaldo.
Assim, gostaria de saber o porquê desta tarja nos grupos brasileiros?
Então, minha sugestão é que reúna os amigos, escolha um livro e marque um encontro. É fácil, não requer nenhum aparato especial, e acaba lhe proporcionando o prazer de sair de uma reunião dessas, mais rico em conhecimento e feliz.
Aos poucos, começarei a publicar junto com as resenhas, guias para Clube de Leitura. O primeiro será A Sombra do Vento. A intenção não será fechar questão sobre o que é mais ou menos importante nos livros e sim dar subsídios para quem está iniciando um Clube de Leitura e não tem a mínima ideia de como iniciar a reunião.
Por hora eu posso dizer que participar de um grupo assim é uma experiência sem igual. Experimente e me conte por que eu estou feliz demais com o meu grupo.
Guloseimas: Sem gluten e sem lactose do Cozinha de Perséfone.
Além das deliciosas sodas italianas e outras guloseimas.
Crédito de fotos:
1 e 4.  Dora Carvalho
2.3. Prosa Màgica

2 comentários:

Camila disse...

Oi, Soraya.
Adorei o seu post e principalmente saber que o seu clube de leitura está indo tão bem...
Infelizmente essa não é uma cultura do povo brasileiro. Clube do Livro por aqui só faz sucesso se tem brindes e brincadeiras! Ninguém merece!!
Beijos
Camis - Leitora Compulsiva

Soraya Felix disse...

Oi Camila,
Você tem razão, alguns Clubes de Leitura acabam fazendo o comércio de brindes, e não sei o que é pior, ir a reunião só para ganhar presentinho ou um tipo de Clube que não tem livro definido e a cada reunião aparece um grupo diferente. Já vi esta proposta em uma livraria e não gostei.
BJs