É proibido a reprodução das resenhas ou qualquer outro texto do blog sem a prévia autorização por e-mail do autor, e sem os devidos créditos.

7 de out de 2014

O Segredo do Vale da Lua

Autor: Elizabeth Goudge
Tradutor: Silvana Vieira
Editora: Martins Fintes
Número de páginas: 224
Ano de Lançamento Brasil: 2009
Ano de Lançamento: 1946
Título em Inglês: The Little White Horse
Avaliação do Prosa Mágica: 8

A semana da criança chegou, e com ela recordações dos bons livros que lemos em nossas infâncias. Tempos maravilhosos, nos quais a fantasia fazia parte de nosso cotidiano, e acreditávamos que o mundo estava em nossas mãos e que, caso necessário, sacaríamos nossas varinhas ou espadas e lutaríamos contra o mal e o bem estaria acima de tudo.
Infelizmente, na minha época, não havia muitas traduções de livros infantis. Tramas que só desembarcaram em terras brasileiras há pouco tempo. E, O Segredo do Vale da Lua da inglesa Elizabeth Goudge está entre eles.
Nesta trama deliciosa, escrita em 1946, Elizabeth nos leva em uma viagem a Inglaterra de 1842 que mescla o cotidiano comum e a magia de mundos e personagens de fantasia.
Maria Merryweather, uma garota órfã de 13 anos, que até então levava uma vida boa e cheia de luxos em Londres, se vê obrigada a mudar para a casa de um tio desconhecido, com sua tutora Srta. Heliotrópio, e com isso enfrentar uma realidade diferente.
Só que, ao chegar ao Vale Moonacre, onde vive seu tio Benjamin, Maria descobre que é herdeira de uma longa tradição das princesas do Vale da Lua e também a protagonista de uma profecia. Lá, ela descobre que o menino que aparecia em sua infância não era o fruto de uma imaginação fértil, mas uma pessoa de verdade que estava destinado a ajudá-la em sua jornada para reestabelecer a paz e a felicidade no Vale da Lua.
É uma história doce, pontuada por personagens comuns nas histórias infantis inglesas: o gato, o duende, o cachorro que é um leão, o cavalo amigo e um unicórnio mágico.
Além disso, O Segredo do Vale da Lua é um livro repleto de mensagens de amor, compreensão, amizades e o sentido do que é correto em contrapartida ao que é desejado.
Também nos leva a refletir sobre a importância das mudanças em nossas vidas.
Se você não é criança, irá com certeza pensar nisso. Mas a sua alma infantil irá viajar com as aventuras de Maria e Pisco, além do apavorante Monsieur Cocq de Noir e seus homens de preto.
Só como curiosidade, Elizabeth Goudge não é uma autora que o brasileiro procure nas livrarias espontaneamente. Conheci a autora em uma edição em inglês sobre os livros que formaram o background da criação de Harry Potter. J.K.Rowling fala da autora com carinho e reverência. Para minha sorte absoluta o livro tinha acabado de ser lançado no Brasil.
Também tem o filme baseado no livro, lançado em 2007, repleto de belas imagens e tão encantador quanto a leitura.
Então, que tal aproveitar o clima da semana e voltar a infância. Se você não conseguir ler o livro, assista ao filme. Depois volte aqui no blog e me conte como foi sua experiência.


2 comentários:

Camila disse...

Adorei a indicação, Soraya! Tenho uma quedinha por livros infantis e vou anotar a dica!
beijos
Camis - Leitora Compulsiva

Soraya Felix disse...

Camila, li este livro há anos atrás, e reli recentemente para debate-lo no meu Clube de Leitura. a história continua viva. Um bom clássico inglês. Aproveita o final de ano para ler.
bjs