É proibido a reprodução das resenhas ou qualquer outro texto do blog sem a prévia autorização por e-mail do autor, e sem os devidos créditos.

10 de fev de 2015

A Hospedeira

Autor: Stephanie Meyer
Editora: Intrinseca
Número de páginas: 557
Ano de Lançamento Brasil: 2009
Avaliação do Prosa Mágica:  9


É muito estranho publicar uma resenha sobre este livro anos depois do lançamento. Confesso que deveria ter lido antes, mas o fato é que não li. Um dos fatores que me levaram a isso é que na época estava cansada da excessiva exposição na mídia da obra da autora norte-americana Stephanie Meyer. Mas agora, depois de ler, me arrependo de não ter lido antes.
A sutileza, a delicadeza que a autora tratou de temas como vida além da morte, almas, o que é certo ou não, o quanto o ser humano pode lutar dentro dele mesmo para que aja da maneira correta... tudo isso já valeria a pena uma leitura.
Melanie e a Pelegrina são duas personagens deliciosas, simplesmente por que são imperfeitas e precisam descobrir através do olhar da outra as dores e as dúvidas, que todo o ser humano pode ter.
Creio que a parte que mais gostei foi a que a Pelegrina toma a decisão de ajudar o médico a tirar as almas que estão invadindo os corpos, e o ensina que o amor é a única força que precisa ser usada.
O filme, que também assisti recentemente, é muito bom, com interpretações coerentes e cenas de ficção cientifica de tirar o fôlego. Adorei o formato das almas e seus berços.
Não vou me alongar nesta resenha, pois todo mundo já falou, comentou e distrinchou este livro. Mas o fato é que, se você leu em 2009 deveria ler novamente e buscar novas idéias, novos sentimentos e outros fatos que não sentiu há anos atrás.
Deixo o espaço aberto para que você comente o livro e complemente minha resenha.

Recomendo a leitura de A Hospedeira, mesmo que você tenha assistido o filme.

Nenhum comentário: