É proibido a reprodução das resenhas ou qualquer outro texto do blog sem a prévia autorização por e-mail do autor, e sem os devidos créditos.

1 de set de 2015

Enigmas de Londres: O Espírito do Tamisa


Autor:  Ben A. Aranovitch
Tradutor: Alexandre Martins
Editora:  Casa da Palavra
Número de páginas: 368
Ano de Lançamento: 2012
Avaliação do Prosa Mágica:  8

Na capa do livro está escrito que O Espírito do Tamisa é o que aconteceria se Harry Potter entrasse para a polícia de Londres. – Não é bem isso que acontece. - Ben A. Aranovitch nos apresenta uma espécie de Sherlock Holmes do sobrenatural.
Só o autor já é um cartão de visitas considerável como indicador da obra. Um dos roteiristas da famosa e longeva série de TV “Doctor Who”, um sucesso tão estrondoso que já soma 26 temporadas, filme e especiais.
Em seu romance de estréia, Ben nos apresenta Peter, um policial londrino novato que está prestes a terminar seu período de treinamento e ser indicado para o posto que mais se adapte com suas capacidades. Trabalho e competência não faltam a ele, mas uma dose de distração o afasta cada vez mais do objetivo desejado: - as ruas da cidade. Só que Peter se depara com algo que mudará sua vida. Um fantasma, que o leva a Thomas Nightingale, um mago que ajuda a polícia a desvendar casos de crimes ligados ao sobrenatural. Deste ponto em diante, a história mescla realidade e fantasia, em uma trama deliciosamente leve.
- O que tem de diferente neste livro?
- Exatamente isso, a dose exata de fantasia e realidade. O paralelo que existe entre o mundo palpável e o mundo imaginário, que em O Espírito do Tamisa vem a tona como um avalanche.
“Rios de Londres”, título original, é o primeiro livro de cinco já publicados pelo autor, e talvez por isso nos apresente um caráter extremante introdutório. É preciso ler até o fim para compreender a criatividade da história.
Fiquei na dúvida se isso se deve ao fato de Enigmas de Londres ser uma série, ou se isso acontece por que o autor vem das “águas” dos seriados de TV, que por terem vários episódios podem se deixar levar ao sabor de alguns devaneios.

Mas a resposta não importa muito. O livro é uma ótima leitura, e principalmente um belo passeio por Londres. Fica a curiosidade em saber o que Peter fará em outras histórias.

6 comentários:

Dora Carvalho disse...

Oi Soraya!
Também fiquei com a mesma dúvida: o primeiro livro é mais introdutório por ser uma série de outros ou é porque o autor tem essa veia de roteirista de TV? Mas não tem problema, porque a história é legal e tem um gostinho de quero mais.

Paulo Manuel Cristo disse...

Um belo passeio por Londres...isso já vale o livro.

Camila disse...

Oi, Soraya.
Adorei a proposta do autor e agora fiquei curiosa.
Pena que o livro tem essa frase nada a ver na capa. Acho chato quando o marketing tenta forçar a barra para vender um livro!
Beijos
Camis

Soraya Felix disse...

Oi Camila, Vc tem razão em falar sobre a frase da capa. Também não gostei. Mas o livro é realmente bom e acredito que você vá gostar. Mais um para a sua fila de livros a serem lidos.

bjs
Soraya

Soraya Felix disse...

Dora, a história é boa mesmo. Estou louca para ler o segundo livro.

Soraya Felix disse...

Paulo,
Dá para sentir os lugares, sorver os ares do Tamisa e sentir as mensagens que aqueles prédios antigos nos transmitem. Neste ponto o livro é impecável.

Bjs
Soraya