É proibido a reprodução das resenhas ou qualquer outro texto do blog sem a prévia autorização por e-mail do autor, e sem os devidos créditos.

23 de fev de 2018

Solstício de Inverno


Autor:  Rosamunde Pilcher
Tradutor: Cyana Leahy
Editora: Bertrand Brasil
Número de páginas: 644
Ano de Lançamento Brasil: 2009
Avaliação do Prosa Mágica: 10


A primeira coisa a se dizer sobre o livro é que ele é incrível. Sabe aquelas histórias que você quer ler devorando cada palavra, e quando chega ao fim se arrepende de ter lido tão rápido, por que terá que se despedir dos personagens?
Rosamunde Pilcher constrói uma trama assim, cuja intensidade de cada personagem nos envolve e absorve, nos arrebatando para outros lugares, onde a neve cai farta, onde as pessoas são generosas, onde os dramas familiares são comuns, mas superáveis com a ajuda de amigos inesperados.
Em Solstício de Inverno, Elfrida, uma senhora já em seus sessenta anos, se vê obrigada a mudar de sua querida Londres para uma pequena cidade chamada Dibton, em Hampshire. Um lugar agradável, com pessoas gentis que a recebem com carinho.
Acomodada em um pequeno chalé, Elfrida se envolve cada vez mais com os habitantes locais, que preenchem sua vida. Lá ela conhece Oscar que será assolado por uma grande tragédia familiar, e que terá o apoio de Elfrida para a superação. Um apoio que a levará até a Escócia, na pequena e charmosa Creagan. 
CREAGAN - UK (*)
A dor de Oscar parece nunca passar, mas uma visita inesperada no Natal transforma a vida dele e de Elfrida. Uma transformação que durará para sempre. E, como o inesperado parece fazer parte da criação desta autora, um novo personagem entra na trama, Sam, que se unirá a esta improvável família.
Muita coisa acontece. Uma mais emocionante que a outra. É incrível como Rosamunde desenha seus personagens acima dos sessenta anos. Não são caquéticos, nem tão pouco inertes. Todos formam uma força motriz que alavanca a história. São pessoas atemporais, cuja idade cronológica não interferiu na idade mental. Cuja vida se pauta pela própria vida, pelo amor tardio, pela consciência dos anos sem que eles lhes pesem como um fardo.
Mas isso não é só. Rosamunde nos apresenta Lucy, uma garota de 14 anos, com profundidade de sentimentos, sem nunca se esquecer de que ela é apenas uma garota que está começando a viver. A autora nos apresenta uma visão sem preconceito da juventude. Algo que você verá também na construção da personagem Carrie, sobrinha de Elfrida, uma jovem que também está tentando curar feridas profundas em seu ser.
CREAGAN - UK (*)
Confesso que tive vontade de pegar um avião e correr para os lugares descritos no livro, tal a riqueza de detalhes e o encantamento criado pela autora.
Solstício de Inverno é para ler e amar, como se Elfrida e sua estranha família fossem vizinhos queridos, pessoas reais com as quais podemos compartilhar uma xícara de café, uma taça de vinho e jogar conversa fora.
Sem dúvida, um livro para todas as idades. E que poderá ser relido a cada década, com sensações e compreensões completamente diferentes.

(*) Imagens de pesquisa Google. Se você souber o nome do autor da fotos favor comunicar para que os devidos créditos possam ser dados.

4 comentários:

Camila disse...

Nossa, Soraya!
Amo livros assim!!
Fiquei super curiosa para conhecer essa história!
beijos
Camis - blog Leitora Compulsiva

Desafio fora do padrão disse...

Eu tinha este livro em estoque e acabei vendendo numa feira que participei. De verdade, fiz o que nunca se deve fazer: julgar o livro pela capa. Não achei que era bom e vendi. Quem sabe na proxima feira ele não volta para minha mão novamente, pois lá também se realiza muitas trocas.
Abraços e parabéns pelo seu texto e pelo resumo.
Luis Antonio

Soraya Felix disse...

Que pena Luís. Este livro é fantástico, assim como tida obra desta autora. Espero que você encontre um bom exemplar para ler.

Soraya Felix disse...

Camila, vc ia gostar muito deste livro. Se tiver um tempo, leia e depois me conta o que achou. Bjs