É proibido a reprodução das resenhas ou qualquer outro texto do blog sem a prévia autorização por e-mail do autor, e sem os devidos créditos.

6 de set de 2019

A Rosa e o Florete


Autor:  Mariana Pacheco
Editora: Novo Século
Selo: Talentos da Literatura Brasileira
Número de páginas: 416
Ano de Lançamento: 2016
Avaliação do Prosa Mágica:  10
                       

É encantadora a forma como a literatura brasileira vem ganhando novos talentos que estão acrescentando leveza aos nossos livros, sem perder a profundidade de suas reflexões. Editoras como a  Novo Século, com o selo “Talentos da Literatura Brasileira” estão apostando nestes novos escritores.
Confesso que poucas vezes me senti tão escassa de palavras para falar sobre um livro, como aconteceu com “A Rosa e o Florete”, de Mariana Pacheco.
A Trama é ambientada na Paris do século XVIII, cadinho pré-revolucionário. Um pai visionário e uma filha forte constroem uma história que nos leva a extremos como a estranheza e as lágrimas.
Mirna é a filha de um comandante da guarda real Francesa, que ensinou a filha a arte do florete. A mãe, Austríaca, deu a filha a delicadeza e a força de viver em um país que rejeita sua nacionalidade.
Com a morte do pai, o inusitado acontece. Um testamento coloca Mirna no comando da guarda real, e agora, a menina precisará provar não só a sua agilidade com o florete, mas a sua capacidade diplomática.
 A protagonista quebra grandes tabus da época e sua trajetória nos faz refletir sobre um período histórico tão incensado e ao mesmo tempo tão sangrento.
O livro é fruto de uma pesquisa profunda sobre o período. A Revolução Francesa é mostrada exatamente como aconteceu, com suas ideias e com a realidade que se abateu sobre um povo sofrido.
“A Rosa e o Florete” é um livro para se apaixonar, cuja leitura se torna indispensável para quem ama boa literatura.

Nenhum comentário: