É proibido a reprodução das resenhas ou qualquer outro texto do blog sem a prévia autorização por e-mail do autor, e sem os devidos créditos.

24 de ago de 2010

O adolescente que adora livros

Se existe algo que me de prazer em escrever é sobre livros. Pode ser clássicos, bestsellers, infanto-juvenis, ficção científica, ficção histórica, além é claro, de minha paixão por filosofia e histórias sobre magia. Recentemente, no entanto, descobri algo que foi a melhor recompensa nesses anos de blog, um assunto inusitado, no entanto uma luz no final do túnel do terror, na qual a cultura e educação brasileira segue.
A luz é Luis Antonio Gonçalves Netto, 14, um adolescente comum que vive em São José do Rio Preto (SP) e estuda no primeiro ano do Ensino Médio em uma escola particular.
O que me chama a atenção em Luis não é o fato de ter a capacidade extraordinária de ler 300 páginas em uma hora, mas ele é especial por que lê, muito, 10 livros por semana, mas encontra tempo para ser ele, um adolescente do signo de virgem, que torce para o São Paulo, adora churrasco, vai ao cinema, joga videogame, participa do orkut, facebook e outras redes sociais e tem um sonho: escrever e publicar um livro. Sonho este que tenho certeza se tornará realidade, já que o texto dele é muito bom (em breve publicarei no blog uma redação sobre Padre Cícero que ele escreveu com perfeição).
É interessante também observar a desenvoltura que Luis possui com a imprensa, já que este mês de Agosto transformou sua habilidade em notícia nacional, tirando-o do anonimato.
Ele concedeu uma entrevista exclusiva para o Prosa Mágica, onde fala de sua paixão pelos livros e seus sonhos para o futuro.


Prosa Mágica(PM) . O que mudou em sua vida depois do “castigo” que seu pai lhe aplicou? Você considera isso positivo?
Luis: Descobri ter uma habilidade que até então não tinha conhecimento. Sem duvida, considero este ‘castigo’ um presente.

PM. Como você associa a sua incrível capacidade de ler 300 páginas por hora a sua performance na escola hoje?
Luis: Melhorou muito. Atualmente consigo fazer a releitura das matérias estudadas mais vezes e espero com isso, aumentar minha classificação escolar.

PM. Você lê em média quantos livros por semana?
Luis: Leio em média 10 livros por semana.

PM. Como você escolhe os títulos?
Luis: Moro perto de um shopping Center e quase que diariamente eu visito as livrarias, junto com meus pais e minha irmã e fico “garimpando” os livros em exposição. Depois, na medida do possível, meu pai consegue comprar em algum Sebo ou pelas promoções da Internet

PM. Qual é o gênero que você mais gosta? Por quê?
Luis: Gosto de uma ficção que contenha algum fato histórico envolvido, como o Código da Vinci. (Leio um pouco de tudo, até auto-ajuda, pois na minha visão todo livro tem algum fato para ser absorvido).

PM. Quem é o seu escritor (a) predileto? Por quê?
Luis: Na literatura estrangeira, Dan Brown. Na literatura brasileira, Jorge Amado, pois ambos conseguem construir a história sem deixar que o leitor perca a vontade de ler cada vez mais.

PM. Quais autores internacionais você leu e gostou? Por quê? O que faz deles diferente dos outros?
Luis: Dan Brown, Sara Gruen e Chirstopher Reich, porque apesar de seus livros serem fascinantes, a técnica que eles utilizam deixa “aquela” curiosidade no leitor de querer descobrir como tudo irá se desenrolar na história.

PM. Quais autores brasileiros você leu e gostou? Por quê? O que faz deles diferente dos outros?
Luis: Jorge Amado, Machado de Assis e Graciliano Ramos, pois a partir do momento que você começa a ler logo percebe que são três autores voltados para a realidade, fazendo com isso uma critica a sociedade.

PM. Você faz anotações sobre suas leituras?
Luis: Não, pois consigo absorver e lembrar pontos de cada fato ocorrido nos livros que li nestes oito meses. Este é o ponto de discórdia entre eu e meu avô, que insiste que eu faça pesquisa sobre personagens e fatos dos livros.

PM. Seus amigos gostam de ler?
Luis: Alguns, mas a maioria só lê por obrigação.

PM. Quais são as recomendações que você daria a outro jovem de sua idade para que ele também comece a ler?
Luis: O principal é você começar a ler um livro cujas recomendações sejam as melhores possíveis e que seja comentado na mídia e na escola. Se tentar iniciar a leitura por um livro clássico, vai ser mais difícil. Reserve um tempo para somente ler. Desligue-se de tudo neste tempo e leia concentrado. O resultado vai ser gratificante.

PM. Quais são suas expectativas quanto a seu futuro profissional? Você já tem uma carreira em mente?
Luis: Espero que meu futuro seja o mais vitorioso possível, por isso ainda penso em três profissões Engenheiro Aeronáutico, Advogado ou Jornalista.

PM. Como você vê o panorama brasileiro em relação à literatura? O que você sugeriria para melhorar este panorama?
Luis: Em relação com o mundo a média brasileira está regular, mas na minha visão está péssima, pois como você vai achar regular um país que não Lê nem dois livros por ano, e quase todos estes dois livros são de leitura obrigatória? Penso que para melhorar deve-se começar nas escolas a campanhas para aumentar a quantidade de livros lidos anualmente, fazendo cada aluno ler pelo menos uma obra a cada 15 dias.

PM. Como você vê a educação no Brasil? Quais são as suas ideias para melhorar a educação no país?
Luis: A Educação hoje em dia no País está regular, mas penso que ao contrário do Brasil querer chegar à média seis, igualando-se aos países desenvolvidos, os governantes deveriam pensar em melhorar os professores das escolas publicas e muitas vezes das escolas privadas, ajudando-os na tarefa de melhorar cada vez mais o empenho dos alunos e assim aumentar a média nos pais que no momento se aproxima de 5.

PM. Se você tivesse que escolher outro país para viver/estudar, qual você escolheria e por quê? Qual é o papel da literatura nessa escolha?
Luis: Estados Unidos da América. Pelo que eu vejo, é o pais onde a valorização tanto na parte literária quanto na parte educacional é a melhor do mundo. Lá se encontram as melhores faculdades e algum dos melhores autores da atualidade

PM. Deixe uma mensagem para os meus leitores.
Luis: Sem a menor duvida a educação e o conhecimento que cada obra literária transmite é uma emoção que o leitor irá levar consigo pelo resto de sua vida.

Matérias publicadas com Luis:

Nenhum comentário: