É proibido a reprodução das resenhas ou qualquer outro texto do blog sem a prévia autorização por e-mail do autor, e sem os devidos créditos.

22 de dez de 2011

Lembretes de Natal

Bradesco, Av. Paulista. Tirada em 20/12/2011.Por: Soraya Felix
Parece incrível que o Natal chegou tão rápido e a sensação é que a terra está dois ou três compassos adiantados em seu ritmo natural.
Tenho consciência que o Natal deste ano está diferente, todas as pessoas que encontro reclamam da falta de espírito natalino. Será que sequestraram o espírito natalino??? Já fiz esta pergunta umas dez mil vezes, sem nenhuma resposta.
Avaliando um pouco os últimos anos, analisando algumas pistas, resquícios, sombras, podemos deduzir que ele escondeu-se. O Espírito Natalino está oculto esperando por um único chamado nosso para retornar.
Alguns de vocês vão perguntar o porquê de esconder-se. Estará velho o espírito natalino? Não, o que é bom nunca envelhece.
Verdadeiramente, o Espírito Natalino escondeu-se de medo da loucura desenfreada que vivemos nessa época. Da avidez cada vez mais forte pelo material, simbolizado em dezenas de presentes caros que levam muitas famílias a dividas vultosas. A comilança alucinada da véspera, o que resulta em supermercados lotados, gorduras em excesso, colesterol sempre a mais.
No entanto, apesar desta avalanche o espírito de natal ainda existe e reside, não em um casebre pobre com uma criancinha, um pai e uma mãe sem ter o que comer, como é chavão ser mostrado em filmes, mensagens, religiões. Não, definitivamente não.
O Espírito de Natal está oculto dentro de nós mesmos, coberto pelo véu da correria, do excesso de individualismo, da valorização extrema do material, da crença em dogmas de barro.
É muito fácil encontrá-lo. Abra um caminho em seu coração e sorria diante do espelho. Depois, de lábios treinados, abra este sorriso para todas as pessoas que encontrar. Dê bom dia, boa tarde, boa noite. Agradeça uma gentileza, faça uma gentileza. Use palavras como “por favor”, “com licença”, “me desculpe”.
E finalmente, arranque das profundezas do seu ser a expressão “eu te amo” e saia por ai dizendo isso com sinceridade, sem economia ou vergonha.
Depois de tudo isso, o Espírito de Natal sairá correndo de dentro de você e fará com que as luzes da cidade, as bolas de natal, os laços de fita, o peru e tudo o que materialmente simboliza esta época, tenha muito mais sentido.
Eu já encontrei o meu espírito de natalino. Ele se encontra neste momento sentado na minha frente e observando esta mensagem de Natal. Acho que ele está feliz.
E você meu amigo, está feliz hoje?
É isso que desejo neste natal. A felicidade suprema de encontrar-se novamente com o Espírito Natalino e espalhá-lo por todos os lugares. Quem sabe assim teremos o começo de um mundo melhor.

Soraya Felix
22 de dezembro de 2011

3 comentários:

Andrea Bertoncel disse...

simplesmente lindo seu texto! Altamente inspirado.
Eu também sinto um natal estranho esse ano, e como você ,acredito que devemos fazer nossa parte em semear paz, gentileza, amor e perdão.
Eu acredito que o espirito natalino, como o espirito de outras épocas necessita ser alimentado para se fortalecer. Pessoas conscientes tem que começar a criar um natal recheado de valores verdadeiros, decorado de luz e presenteando amor :).

Rinaldo M. Kassuga disse...

Na verdade o Espírito Natalino está no ar, o que falta é realmente as pessoas se olharem nos olhos e dizer com sinceridade que se amam, que sentem a falta uns dos outros. Nós seres Humanos fomos criados para o amor e a felicidade, portanto vamos soltar esses sentimentos e o lhar par o Próximo como um irmão que está sempre ao seu lado. Amor incondicional é o verdadeiro amor.

Anônimo disse...

Soraya, que lindo texto! Lindo pela simplicidade e objeticidade. Profundo no conteúdo, sem exigir de quem lê qualquer especialização, apenas basta ser gente, ter alma e coração. Só podia vir de uma aquariana mesmo, sempre à frente....Obrigada! Bjs Mirtes