É proibido a reprodução das resenhas ou qualquer outro texto do blog sem a prévia autorização por e-mail do autor, e sem os devidos créditos.

19 de jan de 2018

Histórias do Prosa Mágica

Da esquerda para a direita: Rinaldo Kassuga, Luis Antonio Gonçalves, Soraya Felix.
O mundo da web nos proporciona gratas surpresas. Muitas delas nos remetem a histórias que os livros e o cinema contou. Em 2010, Prosa Mágica me colocou dentro de uma destas tramas, e tudo começou com o que parecia ser um simples post.
Não há nada que eu admire mais que uma pessoa que goste de ler, mas encontrar um adolescente que lia 300 páginas em uma única hora me pareceu um delírio. Mesmo não o conhecendo, e sem ideia de como encontrá-lo, publiquei um pequeno post contando o que havia lido e como isso me deixava feliz. Esta história aconteceu em 10 de agosto de 2010.
Para minha surpresa, poucos dias depois recebo um comentário do avô deste garoto. Ele estava feliz com o post e me deixava direções para encontrá-lo.
O que veio depois foi encantador. O Luisinho (Luis Antonio Golçalves Netto) me deu uma entrevista que foi publicada em 24 de agosto daquele mesmo ano, e o contato com o avô Luis Antonio, acabou virando uma amizade muito mais que virtual.
Ao longo destes oito anos, Luis e eu trocamos muitos e-mails, uma parte falando do neto outra falando de livros, dentre eles os meus. Correspondência que fala sobre nossa paixão por histórias que nos envolvem, por escritores que são geniais, e como este universo da literatura nos faz sorrir, chorar, torcer e ter o coração acelerado por um suspense ou cenas super-reais. É um longo tempo que se aprofundou com as circunstâncias que ambos sofreram da vida.
Nunca nos vimos – não até agora – e sempre adoramos conversar um com o outro. Então, depois deste longo tempo, finalmente nos encontramos em 16 de janeiro deste ano, e só serviu para que estreitássemos mais a amizade que já era cultivada graças aos meios virtuais.
Se eu não tivesse um blog isso nunca teria acontecido. Livros aproximam as pessoas; livros são companhias infalíveis; livros trazem a ficção para nossa vida real. Isso é lindo e emocionante.
Foi um breve encontro, mas tenho certeza que foi o primeiro de muitos.
Luis Antonio também escreve em alguns blogs, um deles é O Vendedor de Sonhos. Um espaço onde ele conta as histórias da vida dele, da extensa e rica existência como vendedor. E, eu posso dizer que, pelo que ouvi na última terça-feira, tem muita coisa boa para nos contar.
O Luisinho agora nem pode mais ser chamado assim, cresceu, aperfeiçoou seu dom e agora ensina a sua técnica através de palestras por todo o Brasil (Leitura Veloz). Mas isso, é outra história para outro dia.

E essa foi a nossa Sexta de Prosa, que não acontecia há muito tempo, e que só poderia ser retomada com uma história assim, que um dia, quem sabe, poderá inspirar parte de um livro.

4 comentários:

Desafio fora do padrão disse...

Querida Soraya, fico eternamente agradecido pelas suas palavras. Senti o desejo de fazer uma publicação semelhante a sua, mas achei que você iria traduzir nas palavras um sentimento muito maior que o meu.
Obrigado amiga. Que Deus proteja sempre vocês. E Venham me visitar.
LUIS ANTONIO

Camila disse...

Oi, Soraya.
Adorei esse relato!
Achei emocionante!
Beijos
Camis - blog Leitora Compulsiva

Soraya Felix disse...

Camila, obrigada por comentar. Ter um blog nos proporciona muitas emoções. Você também deve ter muita coisa para contar.
Bjs

Soraya Felix disse...

Obrigada pelo carinho.