Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2010

Protesto Avatar

A foto acima foi publicada no site do jornal The Guardian, Inglaterra. Trata-se de uma manifestação em território Palestino onde as pesoas se vestiram de Na'vi, associando-se a figura dos personagens do filme Avatar, que são vistos pelo exército como selvagens. A associação merece, não só pela criatividade, mas pelo alerta de que o mundo continua cada vez mais separatista, e a união entre os povos está muito longe de acontecer. O protesto aconteceu na região de Israel, mas poderia ter acontecido aqui no Brasil, nos Estados Unidos e em qualquer outro lugar. Vale a pena refletir. A arte copia a realidade. FOTO; http://www.guardian.co.uk/world/gallery/2010/feb/14/west-bank-barrier-avatar-protest?picture=359309718

Carta à Dona Dilma

Faço minhas as palavras do João Mellão Neto, publicadas no Estadão de 12 de fevereiro. Só não reproduzi na integra por que não houve tempo hábil para pedir autorização a ele. Mas, para conhecimento de todos segue o link . É como diz a música: Brasil, mostra a sua cara. E esta é a cara da pretensa candidata à Presidência da República. É muito bom que todos conheçam e façam uma reflexão profunda antes de votar.

A vida é mesmo assim

Este texto foi escrito em face de uma discussão por e-mail que presenciei entre chefe e subordinado, sobre um trabalho que deveria ter sido realizado no período de férias do funcionário, e o mesmo não teve condições tecnológicas de realizá-lo. A história é sempre a mesma. As pessoas se atrapalham na comunicação interpessoal e no final das contas, sempre um é culpado e o outro e o coitado. Mas, nós perguntamos, coitado de quê? De ser uma vitima útil já que usou o outro para encobrir seus erros? De cobrar atos quando deveria analisar suas atitudes? De que, eu pergunto? O grande poeta Fernando Pessoa já dizia em um de seus fabulosos poemas: “Nunca conheci alguém que tivesse levado porrada Todos os meus conhecidos têm sido campeões em tudo” Como um grande conhecedor da alma humana, Fernando Pessoa desvenda o que há por trás de cada um que se utiliza do outro, e este pode ser amigo, parente, empregado, para dizer subjetivamente que ele é o mais vil, o mais reles ser que habita a face da te

Os livros e os adolescentes

Muito interessante o blog do Daniel Piza , com o texto “Para fazer o adolescente ler”. Tenho revisto as minhas leituras de adolescência e até arriscado uma releitura delas e me surpreendo a cada dia o quando elas foram importantes na minha formação como leitora, ou “devoradora de livros”. Acabo de ler “O morro dos Ventos Uivantes”, de Emily Brontë (Lido aos 14 anos de idade) e descobri que, um livro taxado de juvenil, é um verdadeiro achado para uma análise em um mestrado em psicologia. Heathcliff e seu ódio e amor, mesclado pela sede incontestável de vingança, prepara qualquer um para ler Macbeth, de Shakespeare. Tenho constantemente falado sobre a literatura atual e principalmente a voltada aos adolescentes, e não me canso de tecer elogios a J.K.Rowling e agora, recentemente, a Stephany Meyer. Eles são bons, ou melhor, pontos de partida perfeitos para a introdução no mundo da literatura. Tem emoção, tem fluência, cadência, enredo, bom texto e subtexto e principalmente, falam a lingu