Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Outubro, 2009

Finalmente um plano de carreira para professores

Na semana passada foi aprovado em São Paulo um projeto do Secretário da Educação Paulo Renato Souza, que institui o plano de carreira para os professores da rede Estadual de ensino. Apesar da controvérsia que provocou nos meios “pré-históricos” o plano de carreira é algo muito bem vindo, por que premiará os bons professores e estimulará os que estão acomodados. A promoção por mérito, já tão instituída nas empresas privadas, ainda é um tabu no serviço público. Nada mais justo que os professores que se esforçam, estudam e se dedicam a seus alunos sejam recompensados ao final de um ano letivo. Além disso, quem disse que os professores são intocáveis, que não podem fazer provas para avaliar seus conhecimentos? Talvez, quem sabe, os mesmos que dizem que advogado não pode ser revistado quando entra em uma cadeia. Além disso, um plano de carreira bem estruturado atrairá novos profissionais competentes que acabaram seu curso de graduação, ou quem sabe mestrados e ingressarão para ensinar n

A Educação em uma caçamba

A Secretaria de Estado da Educação do Estado de São Paulo afastou nesta terça-feira, 27, a diretora e a vice-diretora da escola Eugênia Vilhena, em Ribeirão Preto, a 313 km da capital paulista, após livros didáticos da rede estadual de ensino terem sido encontrados no lixo. Os livros encontrados são do ensino médio e englobam matérias de língua portuguesa, matemática, química e filosofia. É uma vergonha nacional. Este blog vem constantemente questionando o sistema educacional brasileiro, mas não ha melhoria a ser implantada quando uma escola joga livros novos em uma caçamba embaixo de caixas de papelão para ocultar o crime. Crime sim, e por vários motivos. Em primeiro lugar por que quem fez isso jogou fora o dinheiro do contribuinte, que paga para que esta material seja impresso e distribuído. Em segundo lugar por que livros, sejam eles velhos ou novos, não se jogam fora. Eles são informação, cultura e o futuro. O pior de tudo isso é ver a culpa sendo jogada nos alunos. Livros ain

A triste notícia de Mestre e Doutores Garis

O Rio de Janeiro abriu concurso para garis. Mas o que seria uma ótima oportunidade para trabalhadores que não tem formação profissional, que estudaram só até a quarta-série, demonstrou ser o retrato de um país doente, cujo estudo e conhecimento é tratado como supermercado e dados estatísticos; um lugar onde mestres e doutores (no verdadeiro sentido da palavra (1)  ) são apenas e exclusivamente títulos. Quem se inscreveu em peso foram exatamente estas pessoas – mestres e doutores – que deveriam pertencer aos quadros universitários e tecnológicos do país, e eles estão lá, se candidatando a uma vaga de gari. Todo trabalho é digno, toda profissão que é executada com honestidade e dedicação merece nossos aplausos. A profissão de Gari é absolutamente digna. Sem eles, estaríamos imerso em uma sujeira sem fim, e inumeráveis doenças. O caso é que, varrer ruas não é o lugar de mestres e doutores. Em face do acontecido eu pergunto: se mestres e doutores estão se candidatando a varrer ruas, que
Queridos Leitores , Por questões de força maior este blog só voltará a ser atualizado no próximo dia 26 de outubro. Aproveite este tempo para ver posts antigos e me enviar suas sugestões e criticas. Abraços a todos! Soraya Felix

A música como expressão do inexplicável

O que é a música? O que sentimos quando ouvimos algo que nos apaixonamos? Pode ser uma voz, um som, um Concerto para Piano, qualquer coisa que nossos ouvidos possam ouvir? É inexplicável o sentimento que a música nos inspira. Uma viagem no espaço, outras no tempo e mais profundamente dentro de nosso próprio eu. Você leitor, tem uma música que o abala estruturalmente? Todos nós temos. Sábado assisti ao concerto da Orquestra Bachiana Filarmônica e foi algo realmente maravilhoso. A virtuosa interpretação de Joaquim Vieira, ao piano (meu instrumento preferido), na obra de Tchaikovsky “1º Movimento Do Concerto para piano e orquestra nº 1 em Si bemol menor, opus 23” sob a regência do inigualável João Carlos Martins foi uma experiência auditiva que não admite palavras. Como se a música não bastasse nos deparamos com a força, o amor e a vontade do maestro, pianista internacional, João Carlos Martins que por motivos que a vida não consegue nos explicar, foi impedido de prosseguir sua brilh

Resposta a um comentário anônimo

É muito bom receber comentários, críticas e elogios. Gera crescimento. Mas, fica um pouco difícil responder, ou manter contato quando o comentário é anônimo. Mas, como não costumo deixar nenhum deles sem resposta....ai vai. Quando eu falo sobre os pais, em nenhum momento expressei o fato de eles não entenderem de educação, a frase dita foi: “Também, porque os pais dos alunos acreditam que vocês, a exemplo deles, devem deixar seus filhos fazerem o que bem entendem, não respeitando regras e o mínimo de educação e civilidade.” Hoje, infelizmente, isso acontece constantemente nas escolas. E que o digam professores, diretores e pedagogos. As crianças e adolescentes não têm mais limites por que não aprenderam a tê-los em suas casas. Não que os pais deliberadamente façam isso, mas esquecem, porque tem que trabalhar muito para sustentar a criança, ou estudar para melhorar na profissão, e todos estes problemas que as famílias encontram no dia a dia de suas vidas. Por outro lado, é mui

Carta ao professor(a)

Querido professor e professora, em primeiro lugar eu gostaria de parabenizá-los pelo seu dia. Na verdade o dia do professor deveria ser todos os dias. Sabe! Professor é alguém que escolhe como profissão formar futuros cidadãos de um país. Uma área difícil, penosa e sem muito reconhecimento. Na verdade, em nosso país, você professor, é quase um ser invisível, por que o governo não respeita seus direitos mínimos e você é obrigado a trabalhar em duas ou três escolas, contrariando completamente o senso do correto. Também, porque os pais dos alunos acreditam que vocês, a exemplo deles, devem deixar seus filhos fazerem o que bem entendem, não respeitando regras e o mínimo de educação e civilidade. É, e duro ser professor no Brasil! Mas acreditem, professores de todo o país que lêem esta carta, quem escolhe está profissão – salvo os que caíram de pára-quedas – são pessoas que amam o ser humano e querem ajudá-lo a crescer, a se autoconhecer, a descobrir o mundo e seu lugar na humanidad

Feira de Frankfurt e a era digital

A 61ª Feira de Frankfurt começa em meio a uma polêmica: a participação da China, reconhecida por não respeitar direitos humanos e também os direitos autorais e de patentes de outros países. Talvez a participação sirva para uma abertura de diálogo e uma maior compreensão do mundo globalizado, mas que respeita os diferenciais culturais de cada nação. Além disso, a grande discussão da feira será a digitalização do livro. Acredita-se que em 2018, boa parte da produção editorial será em e-book o que desbancará a produção em papel. Europeus e brasileiros são mais resistentes a esta tecnologia. Nada substitui o prazer da leitura em papel, já tão arraigado a nossos costumes. Isso não impedirá que possamos ler uma ou duas obras em e-book, mas não acredito que se torne um hábito. É certo que existem algumas vantagens na utilização do e-book, como a redução do uso de espaços nas casas (com espaços tão pequenos) da área de biblioteca, já que uma centena de livros poderão ser armazenados em

A criança e a felicidade

Hoje, neste dia ensolarado, de céu azul e sem nuvens de algodão, comemora-se o dia das crianças. Mas o dia das crianças não é todos os dias? Não é o dia em que elas vão para a escola e choram por que não sabem ficar longe dos pais, mas passado um tempo, correm, gritam e dão risadas com seus novos amiguinhos? Dia das crianças não é o primeiro dia em que uma criança consegue ler uma palavra sozinha? Amarrar os sapatos? Entender o porquê do que pode ser entendido, e nos fazer pensar um monte de outros porquês que não temos respostas? Sim, o dia das crianças é todos os dias em que se constrói o seu futuro através da educação, da orientação, do amor, do respeito e dos limites. Por isso, eu vou substituir o dia das crianças pelo dia dos adultos, para que cada um destes possa fazer reflexão do que estão fazendo com seus filhos, seus netos e seus alunos, e como será o futuro de cada um deles. Feliz dia dos adultos!!! Crianças, quando amadas, fazem festas todos os dias. Foto: Está cria

A polêmica Olimpíada de 2016 no Rio

O Rio foi escolhido como a cidade sede das Olimpíadas de 2016 e eu não entendo por que isso gerou tanta polêmica, tantas palavras grosseiras escritas nas seções de leitores dos jornais. O que era para ser uma festa, uma possibilidade de crescimento, de transformação para a cidade, virou uma seção de impropérios sem limites. Por quê? Barcelona não era nada antes das Olimpíadas, e hoje é uma grande opção de turismo. A china conseguiu, apesar de todo o atraso causado pela ditadura comunista. Então, porque o Rio não conseguirá? A quantidade de empregos que será gerada nos próximos anos movimentará a economia do país e, se a população colaborar, diminuirá o nível de pobreza. E não é só no Rio que isto acontecerá. Na área de construção de trens e metrôs, por exemplo, as pouquíssimas empresas capacitadas para isto se encontram em São Paulo; os hotéis que deverão ser construídos, com certeza gerará emprego para pessoas de fora da cidade do Rio, já que haverá muito mais vagas, do que há pe

Novamente o Enem

Como se não bastasse a prova do Enem ter virado comércio, assim como os vestibulares, agora o aluno não poderá nem aproveitar sua nota para Universidades de peso. Como tudo no país, a prova do Enem gerou surgimento de cursinhos, onde o aluno vai aprender o que deveria ter aprendido na sala de aula. É uma vergonha. O que se aprende nos cursinhos serve para que o aluno passe nas provas, mas não serve para outra coisa. O que era para ser conhecimento aplicável na vida, vira objeto único de prova. É necessário e urgente que se crie novas formas de admissão nas Universidades. Não é possível mais criar-se grandes esquemas de concurso público, para que o aluno possa somar pontinho para conseguir uma vaga na faculdade. O que acontece com o MEC? Não confia em seus professores? Por que criar um esquema que tira o aluno de seu habitat (a escola onde estuda) para ser avaliado em um sistema massacrante. Por que não fazer estas provas dentro das escolas onde eles estudam? Se não há confiança nos

As mulheres do Afeganistão e as nossas

Em uma pesquisa na internet fiquei consternada com o resultado sobre a situação das mulheres que vivem no Afeganistão. Era de se esperar que a vida delas melhorassem após a invasão dos Estados Unidos  que derrubou o desumano regime do Talibã, mas não foi o que aconteceu. Uma parte delas ainda é obrigada por seus maridos a usar a burca, ainda não saem sozinhas de casa, sofrem violência doméstica, não podem trabalhar fora e mais uma série de abusos contra a liberdade humana. Como se fossem animais raivosos e perigosos, elas vivem trancadas e sem oportunidade de crescimento através do estudo e do trabalho. Tudo isso por que o fanatismo religioso, no caso do Talibã, a sede pelo poder, as reduziu a menos que nada na vida daquele país. Então, todas nós mulheres podemos pensar o como é bom viver no ocidente, livre destas torturas e da falta de liberdade que nossas irmãs no Afeganistão e outros países da região vivem. Com certeza! Mas, a mulher brasileira também é vitima de discriminação, v

Qual é o valor do voto?

Quanto vale o seu voto? Você já pensou nisso? Segundo reportagem do jornal Folha de S.Paulo, ontem, 17 milhões de brasileiros já venderam seu voto por presentes, dinheiro ou emprego. E agora eu pergunto quanto vale a sua ética e sua honestidade? Como diz um comercial de cartão de crédito. A minha não tem preço, e a sua? Quando você lê que 33% da população acredita que não é possível fazer política sem um pouco de corrupção, vislumbramos o porquê do país estar no estado de penúria e violência em que se encontra. Os cidadãos é que fazem um país. Se o país tem corrupção é por que a população também é corrupta de alguma maneira. Quando você vê que na mesma pesquisa 68% dos brasileiros já compraram produtos piratas, 36% pagaram propina e 18% compraram ingresso de cambistas, passamos a acreditar que não há mais ética aqui. Para que o Brasil melhore, todos nós precisamos dar nossa contribuição. A Ética e a Moral devem ser bandeiras ensinadas para as crianças nas escolas, na família e na s

A idade média não acabou

Houve um período em que a igreja católica queimava supostos bruxos e bruxas. Houve outro em que eles queimavam livros, como foi o caso da obra de Alan Kardec. Como se não bastasse, hoje algumas religiões proíbem os livros nas escolas. É o retrocesso. O Brasil apoiou um candidato que acha normal queimar livros (ainda bem que ele não ganhou). O ex-presidente George W. Bush não deu uma medalha a J.K.Rowling acusando-a de incentivar a bruxaria. Escolas americanas retiraram , a pedido dos pais, os livros de Philip Pullman de suas bibliotecas. O que nos parece é que há uma campanha pelo retrocesso do conhecimento e da liberdade de escolha, justamente quando o mundo começa a democratizar a globalização. Os Estados Unidos, travestido de país livre, possui um nível muito alto de atitudes contrárias a liberdade patrocinada pelas religiões que derivam do protestantismo. Há pouco tempo atrás, alguns estados americanos queriam trocar o ensino do evolucionismo pelo criacionismo, em uma tentativ