Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2012

A Sombra da Meia Noite

A Sombra da Meia Noite, meu segundo livro está chegando e estou compartilhando com vocês os três primeiros capítulos. É só acessar o   link . A previsão de publicação no site do Clube de Autores é no máximo até o dia 15 de janeiro, mas espero por surpresas. A imagem é da folha de rosto. A capa é surpresa. Novidades sobre o assunto publico aqui no blog.

Meu melhor presente de Natal

Depois de um ano inteiro falando sobre livros, sobre o prazer de mergulhar em mundos paralelos com seus personagens instigantes, misteriosos e desfrutar dos e-mails e comentários recebidos por vocês, queridos leitores, só me resta agradecer muito. Foi um ano repleto, e isso eu posso afirmar. Repleto de pessoas novas que conheci, pessoas “velhas” que reencontrei e um grupo genial que ama a escrita, a leitura, o sonho... Só por isso já valeria a pena ter vivido 2012. Este ano foi também uma verdadeira loucura de lançamentos das editoras, tantos que nem outros 365 dias extras bastariam para estar totalmente atualizada com elas. Confesso que chegou em um determinado momento que acabei desistindo de acompanhar no ritmo dos lançamentos. Agora leio conforme minhas vinte quatro horas diárias permitem. Novos escritores literalmente explodiram no mercado, sacudiram as bases das vendas e se tornaram um degrau acima dos bestsellers. Goste ou não da trama, Cinquenta Tons

O Segredo

O livro ganhou minha atenção quando reproduziu duas frase do texto alquímico antigo Tábua de Esmeraldas (Cerca de 3000 ac) atribuído a Hermes Trimegistro. “O que está em cima é como o que está embaixo. O que está dentro é como o que está fora.” O Segredo, da australiana Rhonda Byrne, só rompeu a barreira que levantei contra os “livros de autoajuda” - sempre mal escritos e repetitivos - por que fazia parte da biblioteca de meu querido pai que faleceu em julho deste ano, e que veio agregar-se a minha. Eu tinha visto o filme, interessante mas cansativo, e o assunto tinha ficado no esquecimento. Até que esta semana, sem tempo para ler longos capítulos, ele começou a “gritar e piscar” tentando me conquistar para leitura. O livro me surpreendeu. Em primeiro lugar pela estrutura narrativa. Como boa parte dele é feita de depoimentos, recheados por comentários da autora, o mesmo assunto acaba sendo abordado de formas bem diferenciadas, o que proporciona uma visão