Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Julho, 2009

Alimentos orgânicos na berlinda

Uma pesquisa realizada na Escola de Higiene e Medicina Tropical de Londres afirmou que os alimentos orgânicos não apresentam benefícios nutricionais ou para a saúde superiores aos alimentos comuns. Publicado no American Journal of Clinical Nutrition, sob encomenda do Governo Britânico, os pesquisadores afirmam que não há evidências de diferenças nutricionais que reflitam na saúde pública. É interessante ver uma pesquisa que anda na contramão da modernidade. Os orgânicos não são um modismo infundado, criado para justificar uma “grife” de alimentos. Se não bastasse a falta de agrotóxico nestes alimentos, justifica-se o seu cultivo e uso, pelo equilíbrio do meio ambiente, pela proteção dos mananciais de águas, pela valorização do solo. Um ponto interessante a se pensar é que se esta pesquisa fosse realizada no Brasil os resultados seriam bem diferentes. Ao contrário da maioria dos países do primeiro mundo, o Brasil ainda utiliza agrotóxicos indiscriminadamente, geralmente em excesso, fat

A Vergonha dos Fretados

Não sei se o título está correto, mas talvez fosse o caso de dizer “O total descaso da Secretaria de Transporte com a população paulistana”. Não é necessário ser um “guru” para saber que o caos iria se instalar na cidade de São Paulo com está nova regulamentação dos fretados. É uma vergonha para o país e para o mundo, que as pessoas responsáveis por transformar a vida dos cidadãos em algo confortável tenham, de repente, virado a vida de pessoas honestas e que trabalham duro para pagar suas contas, em um verdadeiro inferno. O que o Secretário de Transporte deveria ter feito é passar uma ou duas semanas se deslocando de condução, ou por que não dizer, morando em outra cidade, por exemplo, e pegando ônibus até São Paulo, e depois ficasse em filas para comprar passagem ou para passar na catraca, ou pior ainda, desembarcar há 3 quilômetros do seu local de trabalho e fizesse o trajeto à pé, com horário para entrar e sendo descontado se atrasasse. É isso que dá quando o país coloca burocratas

Cuidado com a Gripe Suína

A Gripe Suína é um fato e está ai para que todos nós façamos uma reflexão de como estamos cuidando de nossa saúde e de nossa higiene diária. Atitudes como espirrar em um lenço, lavar bem as mãos ao sair do banheiro e antes de se alimentar, não são “frescuras” nem código de “etiqueta”. São atos que protegem a nós mesmos e aos outros. Outras atitudes como beber bastante liquido, pratica exercícios físicos, não servem apenas para deixar a pele bonita e o corpo sarado, mas ajudam aumentar nosso sistema imunológico tão exigido em nosso cotidiano. Recebi estas informações que descrevo abaixo e vou divulgá-las. Não se deve pensar que estas atitudes devem ser tomadas apenas agora, mas sim por todo o ano. E antes de tudo, fique atento as instruções da autoridade sanitaria de sua cidade. 1. Tome pelo menos dois litros de água por dia, pois o vírus vive melhor em ambientes secos e manter suas vias aéreas úmidas desestimula os vírus. Não a tome gelada, sempre preferindo água natural e de prefe

O que vem de fora é melhor

Em reportagem da Folha de S.Paulo no último domingo, a comprovação desta tese se mostrou mais uma vez verdadeira. Cientistas brasileiros vão e vem da Antártica, separam e catalogam microorganismos e outras formas de vida, mas a indústria nacional não se interessa em desenvolvê-las e patenteá-las. É o cúmulo saber que o Brasil já poderia estar avançado na pesquisa de foto protetores biológicos graças aos micróbios antárticos que possuem a capacidade de bloquear a luz ultravioleta, e que foram “jogados no lixo” por uma indústria nacional. É como se o país, banhado por luz solar praticamente 365 dias por ano, não precisasse do produto. Boa parte do que temos em filtros solares no Brasil, principalmente aquelas linhas recomendadas pelos dermatologistas, são importadas da França. Ainda se tem a idéia que o importado é melhor e que não temos capacidade para produzir produtos de qualidade. Na realidade o Brasil não tem vontade de produzir. Nós temos pesquisadores com “mentes brilhantes”, flor

Redução da Jornada de Trabalho

A aprovação por uma comissão da Câmara dos Deputados, de Projeto de Emenda Constitucional (PEC) que reduz a jornada máxima de trabalho para 40 horas semanais, e aumenta de 50% para 75% a remuneração da hora extra não fará, no Brasil de hoje, muita diferença em termos de aumento do número de vagas de trabalho. Este número de horas já é largamente empregado pelas empresas, sendo que pouquíssimas, dentre elas as ligadas à produção, que ainda mantém a jornada em 44 horas. Só para se ter uma idéia, a Emenda Constitucional está tramitando a 14 anos no Congresso Nacional, e é claro, que a temática está defasada se considerarmos a realidade atual. Um aumento real de vagas só viria se o Brasil adotasse uma política agressiva, como fez a França, reduzindo a jornada para 35 horas por semana e uma proibição tácita da realização de horas extras. Além disso, uma passada rápida pelas propostas votadas no Congresso Nacional é possível ver que existem idéias completamente opostas no que se refere a est

Controle do Legislativo

Quem faz o controle do Legislativo no Brasil? Quem controla se os projetos de Lei são adequados ou não para o povo? A população, com certeza, não faz isto. Li e concordei com o Ombudsman da Folha de S. Paulo de domingo, 19 de julho, sobre o jornalismo que o Brasil tem feito sobre política. Segundo ele “As atividades de trabalho do Legislativo (nos seus três níveis) são cobertas pobremente...” “e não é por falta de gente nem de papel”. Esta verdade, tão pouco discutida, poderá ser observada ao abrir as páginas do jornal diário, onde boa parte dele é ocupado por escândalos, denúncias, em um misto de jornalismo e drama mexicano. Se os jornalistas que estão em Brasília enviassem artigos e matérias sobre os projetos de lei que estão sendo discutidos, já em primeira votação, evitaríamos muitas aberrações. Nós, leitores, estamos cansados de ler sobre estes escândalos. É claro que é importante noticiá-los, principalmente para que o povo tome consciência e não coloque nunca mais estes políticos

Os “Canais da Mancha” de nossas vidas

(Daílza Damas, primeira brasileira a cruzar o Canal da Mancha a nado) Tem uma hora na vida das pessoas que elas precisam parar e refletir sobre o que são, o que fazem e onde desejam ir. São momentos de reflexão profundos, angustiantes e cheio de perguntas e na maioria das vezes, vazio de respostas. Nestes momentos muitas vezes descobrimos que precisamos de um desafio bem grande, para fazer o marco entre o que éramos e o que queremos ser. É nessas horas que as pessoas se determinam a fazer coisas que irão mudar suas vidas: mudar radicalmente de profissão, correr a São Silvestre, escalar o Himalaia, atravessar o Canal da Mancha, mudar de país, largar o emprego, fazer um curso de gastronomia, sei lá, coisas que nos transformam radicalmente. É muito importante este processo. A determinação de vencer que adquirimos ao adotar um projeto desafiador faz transformações profundas em nosso ser. Ele nos tira do espaço estruturado finito que nos encontramos para nos relacionar com outro espaço,

Enem - Nem sempre a Tecnologia é o melhor sistema

Na semana passada nós tivemos a prova de que nem sempre o uso exclusivo da internet é a melhor alternativa. O site do Inep, instável e mal preparado para a quantidade de acessos que receberia, deixou estudantes literalmente “malucos” na hora da inscrição para o Enem. Qualquer um que já colocou um site no ar sabe que ele pode apresentar problemas, principalmente durante o primeiro ano de uso. E isso se entende para novas áreas no site e fichas de inscrições. Errou quem decidiu disponibilizar apenas uma via para os alunos se inscreverem. Qual foi o motivo? Facilidade para a própria instituição? Economia? O que se deve dimensionar em primeiro lugar é o tamanho do país e a quantidade de adolescentes, jovens e adultos, com ensino médio completo que precisam fazer o Enem para conseguir uma vaga nas Universidades. É enorme e o grande número de acessos não é surpresa para ninguém e não creio que tenha sido para os organizadores. Outro fato notório é que o brasileiro sempre deixa para última ho

O Dia do Amigo e a Gripe Suína, digo, Tipo A

Por mais estranho que possa parecer, há uma ligação entre o Dia do Amigo e a tal malfadada Gripe Suína. Quem é o verdadeiro amigo? Aquele que protege o outro dá conselhos, se diverte, chora e ri ao lado da pessoa querida. E, quem é o verdadeiro amigo no caso da Gripe Tipo A? É aquele que ao tossir põe um lenço na boca; é aquele que, por mais tentador que pareça, não morde o sanduíche do outro, não bebe a bebida do outro. E, por mais ridículo que pareça, sai de máscara cirúrgica (bico de pato), ao menor sinal de gripe. Amigo é aquele que ao chegar a casa, resiste à tentação de beijar o filho e a esposa por que está com sintomas da gripe, ou que vai dormir no sofá, por que tem medo de transmitir o vírus para a esposa. Hoje é dia do amigo e a verdadeira amizade é aquela que protege também à distância. Por isso, ao se locomover em transporte público não espirre na face dos outros, ou pior, não espirre na mão e coloque-a depois nos corrimões, contaminando tudo. Isso não é uma questão de Gri

Coração de São Paulo

Uma parte dos moradores da cidade de São Paulo e isto vale para os turistas, não conhece bem as belezas escondidas atrás da correria dos paulistanos. Nada substitui o passeio, quase sensorial de vir do Largo do Arouche e atravessar lentamente a Praça da República apreciando o lago, o jardim e aquele ar de antiguidade que hoje já é uma raridade no Brasil. É certo que é preciso certa cautela, olhar a paisagem, mas também olhar para todos os lados. Vale a pena, principalmente se for no sábado ou domingo de manhã ensolarado, sem nenhuma pressa. Depois, seguir pela 24 de maio, ou se preferir, pela Barão de Itapetininga. Talvez a Barão traga segredos mais intensos. A Casa de Mario de Andrade, os prédios antigos e bem desenhados, algumas esculturas colocadas no primeiro andar dos prédios, o dourado que sobrou e outras surpresas, descobertas aos poucos, sem medo de olhar para cima. Por último, entre na última galeria a esquerda e dê uma volta. Ela é repleta de lojas com artigos bonitos e uma

São Paulo sai à frente com Lei para lixo eletrônico

O Governador José Serra sancionou a Lei 13.576/09 que institui normas para reciclagem, gerenciamento e destinação final do lixo tecnológico. São Paulo, mais uma vez, sai à frente do Governo Federal e de outros Estados, a exemplo do que aconteceu com a lei do cinto de segurança. Muito bem vinda, a Lei obriga os Fabricantes, importadores e comerciantes deste tipo de produto, que atuarem no Estado de São Paulo, a fazer a reciclagem ou a reutilização do material descartado. Caso não haja possibilidade de reciclar ou reutilizar, o material deverá ser neutralizado de forma a não agredir o meio ambiente. Só no Brasil estima-se a comercialização de 12 milhões de computadores por ano, além dos celulares, televisores, só para falar nos mais vendidos. A maioria do material usado nestes equipamentos é extremamente tóxica para a natureza, principalmente os que usam baterias e pilhas. O Brasil já possui uma Resolução que obriga os fabricantes e importadores de pilhas e baterias a encontrarem um fim

A Saga de Harry Potter

Particularmente sou fã de Harry Potter, mas é preciso dizer que sou fã também de James Joyce, Shakespeare, Eça de Queiroz, entre outros. Mas, como hoje é a estréia mundial do Filme “Harry Potter e o Enigma do Príncipe”, ele merecerá alguns comentários e reflexões. Harry Potter é um personagem forte, complexo e cheio de vida, que a primeira vista não parece de fácil identificação com o público infantil ou adulto. Além disso, a temática de bruxarias estaria mais afeita ao leitor britânico cujas lendas, especialmente ligadas aos Celtas, já faz parte do imaginário deste país. Mas não foi o que vimos. O primeiro livro, escrito quase como um ato de desespero pela sua autora Joanne Kathleen Rowling, ou simplesmente J. K. Rowling ganhou o gosto do público britânico e atravessou ou mares, sendo amado por crianças e adultos de todas as culturas. A grande pergunta que fica é Por quê? Em primeiro lugar a historia surgiu no momento certo e no país certo. Se J.K. Rowling fosse uma brasileira, nenhu

Censura nos Internautas

Saiu no jornal O Estado de S.Paulo ontem (12/07). Projeto de reforma da Lei eleitoral é aprovada na Câmara dos Deputados. Para ser colocado em vigor falta passar pelo Senado e ser sancionada pelo presidente Lula. Esta reforma, aparentemente inocente, irá “calar a boca” , literalmente, de nós, blogueiros, participantes de comunidades em sites de relacionamento, dos sites na internet e dos provedores. Tudo isso porque, expertamente, os Deputados equipararam a internet com o Rádio e a TV. Muito parecidos, não? A internet pertence a todo mundo. É o único instituto realmente democrático, onde pobres e ricos tem o mesmo direito de acesso, seja ele de um luxuoso escritório em casa ou de uma lan house ou internet comunitária e gratuita. Na internet nós podemos expressar nossas opiniões da forma que quisermos ninguém vai nos censurar (pelo menos até agora). O único limite é o da moral e do bom senso, imposto pelos próprios internautas que não admitem abuso. Agora, o Governo federal, pior, a Câ

Final de semana cultural em São Paulo

São Paulo é uma verdadeira festa. Todo final de semana são muitas as opções de lazer e cultura. Aqui vão algumas sugestões. A cidade tem muitas outras. Escolha a sua e boa diversão: (Confirme a programação antesde sair de casa - as infomações aqui divulgadas são obtidas em jornais internet) Panorama SESI de Dança 2009 Local: Teatro do SESI - São Paulo - Av. Paulista, 1.313 Datas e horários: de 8 a 19 de julho de 2009 - de quarta-feira a sábado, às 20 horas, e domingos, às 19 horas. Ingresso: entrada franca - A distribuição dos ingressos tem início a partir da abertura da bilheteria no mesmo dia do evento. Serão entregues dois ingressos por pessoa. Informações: (11) 3146 7405 / 3146 7406 www.sesisp.org.br/centrocultural Programação: 10 de julho, sexta, 20h - Staccato / Paulo Caldas 11 de julho, sábado, 20h - Quasar Cia. de Dança 12 de julho, domingo, 19h - Cia. Druw Centro Cultural Banco do Brasil Endereço: Rua Álvares Penteado, 112, Centro Ingressos: Entrada franca,

Paulistas comemoram o feriado de 9 de julho

Desde 1997 todo dia 9 do mês de julho é feriado civil no Estado de São Paulo, é lei. Os Paulistas podem se orgulhar de seu passado patriótico. Nossos antepassados pegaram em armas para que a democracia no Brasil não fosse maculada. A versão paulista levou muito tempo para ser ensinada nas escolas. O que valeu sempre foi a versão oficial, que vinha do governo de Getulio Vargas. Mas o tempo e a tão amada democracia dos paulistanos trouxe a verdade à tona e, graças a isto, podemos comemorar com orgulho a batalha por uma Democracia Plena. A Revolução Constitucionalista de 1932, como ficou conhecida, queria derrubar o governo de Vargas que havia abolido todas as instituições legislativas como o Congresso Nacional, as Câmaras Municipais e que havia deposto os governadores de Estado e colocado em suas funções, interventores. A política centralizadora de Getulio Vargas prejudicava São Paulo. Em 1932, graças a ações do Presidente, o Estado enfrentou uma greve de 200 mil trabalhadores, o que

O Som & Fúria e as emoções de uma cia. de teatro

“A vida é uma história contada por um idiota, cheia de som e fúria, nada significando” .Macbeth disse isso em situação de extrema dor, mas podemos achar um significado quando assistimos um programa de alta qualidade como foi a estréia de Som & Fúria ontem(7/7). A mini série é uma adaptação da série canadense Slings and Arrows que mostra o dia a dia, os desafios e desavenças de um grupo de teatro shakesperiano para manter a originalidade e qualidade de seu trabalho frente as exigências comerciais impostas por patrocinadores. Fernando Meirelles dirigiu com a maestria de quem conhece profundamente a alma humana e os meandros de um grupo de teatro, seja ele profissional ou amador. Na trama a companhia de teatro perde seu diretor artístico Oliver, brilhantemente interpretado por Pedro Paulo Rangel atropelado por um caminhão de presunto. Ironias e humor negro a parte, a cena, absolutamente bem dirigida e iluminada, demonstra claramente o que o dinheiro, muitas vezes, pode fazer com a ar

Constituiçao 2

Voltando ao assunto constituição e da importância de mantermos o formato com os 250 artigos. A Constituição é o documento mais importante de um país, possui algumas nomenclaturas diferenciadas como Carta Magna, Carta Política, Norma Suprema, etc. Ela é um conjunto de normas políticas e jurídicas, no caso da Brasileira, escrita. Ela define a forma de estado, a forma de governo, o sistema de governo e o regime político de um país. Além disso, estão definidos nela a forma de aquisição de poder, os limites de atuação do Estado e os direitos fundamentais. A Constituição Brasileira de 88 é considerada Formal, pois abrange todos os itens citados acima, somados a outros artigos que tratam da saúde, do trabalho, da ordem social etc. São matérias não constitucionais que acabaram ganhando o status de constituição. A idéia de Carta Magna, trazida pela Revolução Francesa e pela Constituição Americana, era tratar apenas os itens que foram descritos no terceiro parágrafo deste texto, mas cada país ad

Querem mudar nossa Constituiçao

Proposta do Deputado Federal Regis de Oliveira (PSC-SP), já com o parecer favorável do Dep. Sérgio Barradas Carneiro (PT-BA) reduzirá a Constituição do Brasil dos atuais 250 artigos para 75. A Constituição de 88 é um marco, um avanço sem precedentes na história do Brasil. Conhecida como Constituição Cidadã, em seu conteúdo, além das Clausulas Pétreas, que garantem a nossa democracia e que, um Presidente não decida dar uma de “Hugo Chaves”, mudando o rumo do país; contém outros grupos de artigos importantíssimos, chamados de norma de eficácia plena, normas de eficácia contida e as normas de eficácia limitada. São nomes complicados que querem dizer que: em alguns casos, como no artigo 5º, inciso III, ela é de aplicabilidade imediata; no caso do artigo 5º, inciso XIII, ela pode ser aplicada imediatamente, mas a Constituição pode reduzir sua abrangência e em alguns outros artigos, ela apenas “inspira” que os Governantes criem leis específicas. A Constituição é um marco também, por ter de

Música dos Deuses

Assisti ontem, na Sala São Paulo, o quarteto de cordas nova-iorquino Emerson String Quartet, interpretando Charles Ives, Maurice Ravel e Franz Schubert. Absolutamente fantástico! Quatro grandes interpretes em uma espécie de sonho. A música que saia daquelas cordas causava uma espécie de transe. O quarteto flutuava naquele palco, absortos em um flash de luz e emoldurados pelas colunas da estrutura da Sala São Paulo ao fundo. Quando você ouve tal virtuosismo fica a se perguntar se aquilo pertence a este mundo, de tão elevado. A cada staccato as notas preenchiam a sala São Paulo em um festival de sentimentos diversos. A platéia nem respirava. Só se percebia a presença de outras pessoas quando os músicos viravam as páginas de suas partituras entre um movimento e outro. O Quarteto existe há 33 anos e já recebeu vários Grammys, tamanha é a sua capacidade musical. Mas esquecemos que tudo acaba sendo esquecido quando eles começam a tocar. É impossível pensar. São momentos em que o sentir e o

Dicas para ajudar o Planeta

Se cada um fizer a sua parte já estará ajudando muito. Listei algumas atitudes simples que cada um de nós podemos tomar no dia a dia. Deixe o carro em casa e vá de ônibus ou metrô. Se você precisa do carro, afinal, o Fretado que você usava não pode mais rodar próximo ao seu trabalho, regule o motor. Faça inspeção em seu mecânico de confiança. Vá à padaria a pé. Faz bem para a saúde e o planeta agradece. Recicle o lixo caseiro. Separe plásticos, papéis, alumínio. Olhe as embalagens, elas trazem o símbolo de reciclável. Plante árvores, grama e flores. Não cubra com cimento toda área de sua casa. Não lave calçadas e quintais com a mangueira. Caso precise usá-la, varra antes com uma vassoura o lugar que será lavado. Procure vazamentos em sua casa. Não deixe a torneira aberta. Não queime o lixo. Isso polui e infecta a atmosfera. Respeite a lei anti-fumo. Nossos pulmões agradecem. Imagem retirada da internet através de pesquisa no Google Images - Autor e site não apareceram na pesquisa.

Efeito Estufa afeta a cabeça de deputados americanos

O que deveria ser um assunto sério, tratado com o devido respeito e urgência que merece acabou se transformando um festival de afirmações malucas, beirando ao desrespeito com o mundo. A legislação Waxman-Markey, aprovada na Câmara dos Estados Unidos foi rejeitada por 212 deputados, não porque eles queriam algo melhor, mais eficaz para resolver os problemas climáticos do mundo, e sim por que eles negam que os seres humanos sejam os responsáveis pela produção dos gases que causam o efeito estufa. Enquanto institutos, como o MIT (Instituto de Tecnologia de Massachusetts) prevêem a elevação de 9 graus no planeta, o que em linguagem popular significa Catástrofe; políticos americanos negam a existência do problema. E eu, que achava que o nosso Senado era ruim... Segundo informações obtidas em um artigo escrito por Paul Krugman, “Paul Broun, um deputado da Geórgia” declarou que “a mudança climática não passa de uma ‘fraude´ que foi ‘perpetrada pela comunidade científica’ ”. Ao ler isto imagin

Transporte Público em São Paulo

Outro assunto que não gostaria de falar, mas diante de tanta polêmica é impraticável ignorar a existência do tema. A Prefeitura de São Paulo vem acertando em suas decisões, pelo menos até hoje, com a implantação da lei cidade limpa, a proibição do fumo em locais fechados (nossos pulmões agradecem) e outros temas de relevância, mas sem muita difusão na mídia. Mas agora a Prefeitura errou, e este erro provavelmente vai mexer no bolso de muito trabalhador e entupir a cidade com carros. A nova legislação que regulamenta o uso de ônibus fretado não atende a realidade do cidadão e do transporte em Sâo Paulo. Não é porque meia dúzia de motorista deram entrevista dizendo que os fretados fazem o que bem entendem ( e há os que fazem) que eles devem ser banidos da cidade. E eu digo banido, porque a área de restrição imposta pela Prefeitura é o mesmo que condená-los ao desaparecimento. A realidade do cidadão paulistano é a das grandes distâncias e da falta de transporte público decente, digno e r