Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2009

Ano Novo

Chegou, finalmente chegou. 365 depois estamos novamente aqui, Na virada de mais um ano que se foi Na esperança de mais um ano que vem. Com fogos e barulhos para espantar os maus espíritos Roupas brancas para buscar a paz Taças de espumante para brindar uma nova esperança Lentilhas, romãs, uvas e toda a sorte de sortilégios. Finalmente chegamos ao fim de um ciclo, Ao fim de uma década e quem sabe, Ao fim de sofrimentos, mudanças Quem sabe???? Mas o verdadeiro ano novo começa no coração E termina nos braços e nas pernas que nos levam Sempre em busca de nossos ideais. Pode se vestir de branco, mas se quiser use azul, Verde, amarelo, lilás, rosa...todas as cores Pois os sonhos são feitos sempre de todas as cores E a paz não precisa se vestir de branco Apenas de tolerância e amor pela humanidade. Na virada do ano, naquele exato minuto suspenso no ar Quando a contagem chega ao zero, No exato instante antes do espumante abrir Faça um pedido só, um único e simples pedid

Reflexão de Natal

Existe uma musica muito bonita de Natal que diz: “Jesus nasceu em Belém E com ele nasceu também A certeza do império do bem Amem, amem.” Na época em que foi escrita coisas como império faziam parte do vocabulário, e é claro Jesus tinha que construir um Império e não uma democracia. Hoje nós percebemos que a mensagem de Jesus não tinha a intenção de construir impérios, muito pelo contrário. Jesus nos trouxe a mensagem de construção do amor, da tolerância, da caridade, do perdão e da simplicidade. Isso nos leva a um Natal de reflexão, de busca interior, de reconhecimento de nosso próprio eu, de perdão pelos nossos erros e falhas. Então, o Natal é qualquer coisa diferente de tudo o que estamos vendo hoje em dia. Corrida aos supermercados, mesas exageradas, presentes cada vez mais caros, cansaço, intolerância no trânsito cada vez mais intransitável, insegurança, solidão... Todas as vezes que saio de casa e vejo a loucura que se transformou São Paulo nos últimos vinte dias eu
Queridos Leitores e Leitoras O Blog não está sendo atualizado nesta última semana por problemas técnicos. Obrigada pela paciência. Abraços e até breve

São Paulo subaquática e as mudanças climáticas

A cidade amanheceu debaixo d’água. Quem queria atravessar a marginal Tietê deveria ter um bote ou barco, pois seria a melhor forma de chegar ao trabalho ou outros compromissos. Não adianta construir piscinões, cobrir córregos, a natureza é livre e precisa desta liberdade para seguir seu rumo. A cidade de Sâo Paulo está impermeabilizada demais e as enchentes virão, faça o que fizerem, elas virão. A impermeabilização da cidade, em parte, não pode ser atribuída ao governo e as autoridades, já que boa parte dela é promovida pelo cidadão comum, que cimenta seus quintais e jardins, expulsando a área verde de suas casas e impedindo que a água penetre no solo quando chove. Muito do que acontece aqui poderia ser evitado se a população permitisse que o verde fizesse parte de suas casas, se lixo não fosse jogado nas ruas e córregos e se a consciência da reciclagem fizesse parte da educação das crianças. Apesar de o Brasil ser um país ainda pobre (emergente) a população age como em países de “

Aquecimento Global – Clipping de notícias

Os jornais internacionais publicaram muito mais notícias sobre a Reunião de Copenhague. Infelizmente nos parece que o mundo está mais preocupado com os problemas ambientais que o Brasil. O objetivo principal da cúpula do clima de Copenhague (7 a 18 de dezembro) é alcançar um novo acordo sobre a redução de emissões de gases causadores do efeito estufa para depois de 2012 Segue um recorte das principais manchetes: “Temperatura da Terra pode subir 4 graus antes de 2100, segundo especialistas” France Press "Quatro graus não é uma projeção apocalíptica, é uma projeção de um mundo muito provável se não fizermos nada", resume o climatologista francês Hervé Le Treut. “France Press "Seria o caos", estima o economista indiano Pavan Sukhdev. France Press "Uma mudança completa na maneira de viver e sobreviver das espécies", explica, mencionando, por exemplo, a extinção pura e simples dos recifes de coral, "dos quais dependem para comer e viver 5

A raposa do DF e a moralidade

Esta belíssima ilustração é de Emerson Fialho ( http://emersonfialho.wordpress.com ) As fábulas antigas ensinavam ética e moralidade às crianças através de histórias do sobrenatural. Hoje, o bicho papão, o homem do saco e o monstro dentro do armário são brincadeirinha perto do que existe na política Brasileira. O caso do governador do Distrito Federal, José Roberto Arruda (DEM), e do vice, Paulo Octavio (DEM) é mais uma caso de bicho papão tirado de dentro do armário. E, pior que a imoralidade do uso do cargo público para benefício próprio e de amigos, é a Assembléia Legislativa do DF e seus respeitosos deputados ainda não terem aceitado formalmente os oito pedidos de impeachment e que integralizarão nove, assim que a OAB entregar o dela. Cometer as imoralidades que o Presidente e o Vice fizeram é muito ruim, mas ser a favor, sim, a favor, por que se os referidos políticos não aceitarem o pedido de impeachment eles estarão se declarando abertamente a favor da imoralidade, do abus

Educação. Alguma coisa deve mudar.

O Jornal Inglês The Guardian publicou no dia 1 de dezembro uma reportagem apresentando a avaliação de alunos da escola primária entre 10 e 11 anos de idade. Segundo o mesmo jornal, uma parte muito significativa dos alunos não apresentou as habilidades esperadas em matemática e língua inglesa. Um resultado que não era o esperado, principalmente para quem acompanha o nível da educação inglesa, uma das melhores do mundo. Então, o que saiu errado? Entre muitas hipóteses, a alegada pelos professores que resolveram boicotar o próximo teste, uma espécie de Enem para crianças. O fato é que o ser humano, em sua maioria, se sai muito mal em testes e provas. Não que elas sejam dispensáveis. São necessárias, mas quando se prepara testes para crianças e as submete ao mesmo nível de pressão que um adolescente ou adulto suporta como é o caso de Enem e do Vestibular no Brasil, e das provas de avaliação que existem na Inglaterra, as crianças falham muito mais, é obvio. São seres em formação, ainda

A livraria dos Sonhos

Quando vou ao Centro Velho de São Paulo sempre paro em uma livraria charmosa na Praça do Patriarca. Apesar de pertencer a uma grande rede de livrarias, aquela em especial possui a beleza e a aura das velhas lojas de livros paulista. Entre estantes abarrotadas de livros há grandes mesas, com as capas nos chamando para novas experiências. É sempre assim, todas as vezes que vou até lá descubro novos autores e títulos que nunca tinha ouvido falar antes. É muito bom. Não que isto não aconteça nas outras, longe de dizer isto. Mas elas são muito grandes e para que o mesmo efeito nos absorva é necessário gastar de duas a quatro horas lá. Nesta da Praça do Patriarca não. A vitrine, as mesas e as prateleiras são um convite, quase um meeting. Filosofia, ficção, poesia, arte, fotografia, tudo está lá, a vista dos leitores. Comprar na internet não tem o mesmo charme. Pode até ser econômico, prático, mas eu não consigo imaginar a Submarino me seduzindo como as lojas físicas. Não, definitivamen