Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2013

As Violetas de Março

A Violeta-da-madeira (viola paradoxa) é uma flor que nasce sozinha, selvagem e que sobrevive as ervas daninhas, pois floresce entre elas. Assim é As Violetas de Março, de Sarah Jio , um livro que nos encanta exatamente por que nos aponta a beleza que há nas mais difíceis e penosas situações. A trama deste livro pode ser observada de vários pontos de vista, mas a história de Emily Wilson, uma escritora de sucesso que renega sua escrita é a parte que mais me tocou. Ela nos mostra o como a trajetória solitária de um escritor é recheada de percalços, de dúvidas e que muitas vezes a escrita pode nos causar feridas ou saná-las. Na verdade, as duas tramas se entrelaçam e você tem a sensação que ao final de tudo Emily fechará seu notebook tendo colocado um ponto final na história que acabou de contar. Às vezes você tem a impressão que Emily é Esther. Então você percebe que As Violetas de Março é um mergulho psicológico onde a grande questão é o como lidamos com nossos sentimentos, c

Resultado do Concurso "Um ano de Literatura & Champanhe"

Quero agradecer a todos pela participação nesta promoção de um ano de Literatura & Champanhe. As frases estavam muito boas e foi bem difícil escolher. Então, a ganhadora de um exemplar de Literatura & Champanhe é a: Mavilde Que escreveu o seguinte texto: "Se eu descobrisse um dia Minha vida transtornada Transformada em fantasia Certamente extrairia Desta sutil realidade O mais profundo anseio Do coração, a verdade A inconcebível paixão" Parabéns Mavilde, você tem até o dia 9 de abril para me enviar um e-mail  no prosa.magica@gmail.com com seu nome completo e endereço. Parabéns e obrigada a todos.

A Luz Através da Janela

O terceiro livro da autora irlandesa Lucinda Riley (segundo publicado no Brasil) funciona como dois livros interligados na mesma trama. E a autora faz esta proeza de uma maneira inteligente e sensível. A história tem como cenário a década de 40, Segunda Guerra Mundial, em uma França tomada pelos Nazistas; e a França e Inglaterra de 1998. Os personagens são muito reais, humanos no mais profundo que esta palavra possa significar, ou seja, pessoas que têm dúvidas, traumas, medos, se apaixonam, fazem loucuras, amadurecem etc. Em 1998, Emile de La Martinières, última herdeira de uma família aristocratica francesa perde sua mãe, e se vê as voltas com as providências que precisa tomar com a herança. Em um momento frágil Emile conhece Sebastian Carruthers, um homem aparentemente bom, delicado que ajuda Emile a passar pelo momento dificil. O resultado é obvio: - Um casamento rápido e suspeito. Só que Sebastian é neto de uma mulher que tem ligações profundas com