Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2009

Obra de Ficção

Ontem (28/05/2009) em reportagem no SPTV eu vi uma matéria sobre Educação aterradora. Como se já não bastasse o livro em quadrinhos distribuído nas escolas públicas, inadequado para a leitura da faixa etária ao qual estaria destinado, mais dois livros foram encontrados neste festival de descaso. Um, de poesias, “Poesia do Dia - poetas de hoje para leitores de agora" usa palavras impróprias em ambiente escolar para crianças de 9 anos, como a citada na reportagem “Nunca ame ninguém. Estupre ” . O outro, “Memórias Inventadas" , Manoel de Barros, com textos eróticos, é inadequado para crianças de 6ª série escolar. O que está acontecendo? Quem está escolhendo estes livros? Esta pessoa leu o livro? Conhece pedagogia? Sabe o que é ou não adequado a uma criança? Eu posso afirmar que não. Quem leu – se leu – não tem a mínima noção do que é o livro didático e paradidático. Agora, se estas pessoas são adequadas para este tipo de análise, eu vou apelar para a minha imaginação de nove

Frota Verde

Bons ares sopram sobre São Paulo. A Câmara Municipal votará na próxima quarta-feira um projeto inovador, que irá substituir até 2018, o combustível utilizado pelos ônibus da cidade. Se o projeto for aprovado, e torcemos para que isto aconteça, em 2018 toda a frota será a álcool ou energia elétrica. É a primeira vez que uma cidade no mundo toma uma iniciativa desta natureza. É uma boa notícia para São Paulo que se torna cada dia mais poluída, feia, enfumaçada. Uma cidade em que o respeito pelo meio ambiente não existe. Onde a população joga lixo nas ruas, calçadas, rios e bueiros. Quem sabe agora, com a perspectiva de redução, a cada ano, de 10% da frota “suja” por limpa, veremos também uma mudança de atitude no cidadão. Só falta agora, a assinatura de contratos para a construção de novas linhas de Metrô, ou os VLTs, que são menos custosos para de serem construídos. Ai sim, poderemos respirar na cidade.

Terra de Ninguém

Quando penso que já vi tudo em termos de Educação neste país, aparece mais alguma coisa para me deixar perplexa. Segunda-feira, no SPTV 1ª Edição o jornalista Marcio Canuto apresentou uma escola estadual aqui em São Paulo que estava cobrando pelos uniformes e carteirinhas para os alunos que lá estudavam. Até ai, o único “problema” era a cobrança. Mas, o grande espanto veio quando soube que as crianças e adolescentes da rede pública não usam uniformes e não existe um documento de identificação escolar. Mas, o que é isso? Uma terra de ninguém? Qual é a pedagogia que as escolas públicas estão usando? A da Insegurança, é claro. Portões abertos para quem quiser entrar e sair. Sem uniformes para poder identificar quem é aluno ou não, e o pior, sem documento de identificação. É por isso que a violência tem aumentado nestas escolas, as drogras têm proliferado. No meu tempo, eu usava uniforme e tinha uma caderneta. Lá, constava minha presença, minhas notas, inclusive para que meus pais pudessem

A questão da Coréia do Norte

Agora, se todos os países, inclusive os Estados Unidos, não destruírem seus arsenais nucleares, o Ser Humano sempre estará em perigo. É como diz o dito popular: “O roto falando do rasgado”, ou seja, os Estados Unidos não tem moral para propor o desarmamento de outros países já que possui o maior deles. É necessário que as nações neutras, como Brasil, tomem a frente de situações como esta e façam prevalecer o acordo da ONU, exigindo de países, como a Coréia do Norte, que não façam uso de testes nucleares. Mas, estamos bem mais preocupados em apoiar a candidatura de pessoas de outros países (UNESCO) em detrimento da nossa; em nos calar enquanto alguns países latino-americanos tomam nossas empresas em um desrespeito sem tamanho, que hoje, o Brasil não tem mais moral para intermediar acordos de paz. É uma pena! Perdemos nós e também a humanidade.

Quem tem medo de Concurso Público?

É tudo um ritual, quase religioso. Ao entrar no templo, quer dizer, sala de prova, você é informado que deverá ensacar todos os seus pertences, lembrando é claro que deverá deixar lápis, caneta preta, borracha, e todo o resto vai para o saco de plástico. Ai de você se esquecer o óculos! Não poderá mais retirá-los sob pena de expulsão da sala. Logo após, os “sacerdotes” que aplicam a prova lêem um longo e “chato” documento explicativo, uma ladainha que todos já conhecem: é proibido usar aparelhos eletrônicos, é proibido o uso de livros e apostilas – grande novidade – é proibido protetor auricular, que absurdo; alguém deveria explicar para essa turma que, já que não podemos usar protetor nos ouvidos, eles (os aplicadores das provas) deveriam ficar em silêncio. Ai, a sineta, concentração total, pois vão adentrar a sala as provas, envoltas em um saco preto lacrado. Todos veneram, pois lá está a “santa” solução, ou a perdição para vários meses de estudos. É quase como se entrasse um ser ilu

Sorria! Hojé é Sexta-feira.

Hoje é sexta-feira e seu eu pudesse daria os seguintes conselhos para um final de semana feliz: Cuide muito bem da saúde, pois ela não poderá ser reposta depois. Coma mais alimentos frescos e grelhados. Evite carnes gordurosas, se possível evite as carnes. Dê preferência a proteínas vegetais. Sorria mais e não se estresse com seu trabalho, chefe, colegas, maridos, filhos....viva a vida mais leve. Desaforo só existe quando você devolve na mesma moeda. Faça a paz e evite a guerra. Se seu cabelo estiver ruim, faça uma mudança, ponha uma cor, um corte diferente, mas sobretudo, lembre-se daqueles que não têm nenhum cabelo porque estão fazendo quimioterapia. Se a sua pele estiver cansada, sem brilho, faça uma máscara com mamão e yogurte. Mas, é bom lembrar que um cérebro cheio de pensamentos ruins, estressantes e falta de motivação refletem na pele, no olhar e no humor. Se você achar que vai ficar triste, ponha uma música alegre, uma que você goste muito e dance, de risada mude sua vibração.

Que desaforo!

Você sabia que 60% das palavras da língua inglesa são provenientes do latim. Quando eu soube disso quase pulei de alegria. Imagina o tamanho do vocabulário em inglês que esta humilde escritora possui!!!!! Fora os translation, conversation, imagination, tem um montão de outras palavras que eu conheço e não sabia. Ninguém tem noção do efeito psicológico que tal notícia provoca na cabeça de alguém que “pena”(no sentido de penar) para apreender um pouquinho desta língua chata e sem graça! Shakespeare que me desculpe, mas nada como um bom português ou francês para falar de coisas bonitas. Mas, voltando aos 60% das palavras, era tudo muito bom para ser verdade. Curiosa, perguntei a minha Teacher de Inglês se isso era verdade. Resposta imediata – sim. Felicidade suprema. Mas o que veio depois foi um balde de iceberg no meu ser: - mas ninguém usa estas palavras. Assim, da euforia ao tédio total, sou quase uma Indiana Jones do Inglês pois conheço 60% de palavras fadadas ao desaparecimento ou mo

A fome do mundo é um problema de todos nós

"Nós consideramos que a dramática escalada nos preços dos alimentos se transformou em um desafio sem precedentes de proporções globais atingindo as pessoas mais vulneráveis, incluindo os pobres que vivem em centros urbanos" , dizia um comunicado da ONU em abril de 2008. Quando a ONU diz (trago tudo para o presente pois nada mudou) que o problema da alimentação irá atingir os pobres, esquece de dizer que também atingirá os países mais ricos. Está chegando o dia em que as pessoas terão dinheiro, mas não terão o que comprar. Parece extremamente negativa esta afirmação, mas não é. Trata-se de um alerta importante, pois é preciso repensar os meios de produção e consumo. Deve haver o caminho do meio. O ser humano precisa de energia para mover o mundo, renovável, limpa; e o biocombustível é a solução possível hoje. Mas, de nada adianta combustível se não houver seres humanos, bem alimentados para controlar as máquinas que o utilizarão. É necessário equilíbrio. Algo que os homens de

A coxinha vence no Estado de São Paulo

O governador José Serra vetou ontem, o projeto de lei que proibia as escolas de oferecer às crianças lanches calóricos, frituras e, por outra lado, obrigava estas mesmas escolas a oferecer 2 tipos de frutas. A alegação é que o projeto continha alguns “defeitos”, conceitos vagos e imprecisos sem rigor técnico. Não creio que estes “defeitos” não sejam de natureza sanável. O governador não precisava ter vetado o projeto todo, poderia ter feito isto apenas em alguns itens, ou então devolver para que os erros fossem corrigidos, já que não se tratava de ato ilegal, inválido apenas imperfeito. Agora, cabe a nossos deputados rever o veto do Governador – quem terá coragem? O Estatuto da Criança e do Adolescente protege a criança, sua integridade moral e cívica. Cabe então ao Governo protegê-las em termos alimentares, se seus pais não ensinam a correta forma de comer. Esta é uma desculpa que não pode e não deve ser usada. No site do jornal O Estado de S.Paulo, ( http://www.estadao.com.br/noticia

Disciplina também é educação

Ainda falando sobre educação no Brasil, ou a falta dela, muito bom o editorial que a Folha de S. Paulo publicou no domingo, com o título de Socorro ao professor. Já falei sobre a grande responsabilidade que pesa sobre os ombros do professor e suas atitudes em uma sala de aula. Mas também é óbvio que ele precisa de um mínimo de respaldo para agir. O Brasil parece que virou o país da falta de disciplina. Na escola é proibido punir o aluno. A autoridade do professor foi “ralo abaixo”, e o aluno faz o que quer. O estudante vai passar de ano, aconteça o que acontecer, mesmo que não tenha aprendido nada – é o nosso sistema educacional. Então, este mesmo aluno não está nem ai para o professor, ou como diz o nosso “infeliz” deputado: o aluno “está se lixando” para o mestre, que está lá para ensiná-lo. Aluno diz palavras de baixo calão, agride fisicamente, se recusa a admitir as regras da instituição e de sua sala de aula e nada acontece. O que parece ter caído no esquecimento é que, se pais e

Desatinos na Educação

O aluno da escola pública não precisa de “babá” para entrar na Universidade, precisa de respeito. Eu escrevi este texto há um tempo atrás, mas infelizmente a situação que ele aborda ainda não mudou. Por isso, resolvi repertir a dose com algumas considerações novas. Tenho visto tantos desatinos em matéria de educação que tenho medo pelo futuro destes jovens. Em nome de uma “igualdade” de direitos, jovens entram nas universidades sem o devido preparo para isto (Sistema de Cotas). O resultado é obvio: péssimo aproveitamento do curso e profissionais altamente frustrados e sem empregos na área de formação. É urgente que este fato seja repensado pelas autoridades e, sobretudo pelos próprios jovens. Será que um título universitário é tudo? Será que a universidade é apenas um título? A educação, definitivamente, está equivocada. Todo ser humano tem direitos iguais, garantidos não só pela Constituição, mas pelo fato de sermos seres humanos. Mas estes direitos devem começar lá embaixo, no berç

Uma senhora de 120 anos

Paris, cidade luz, um pequeno paraíso romântico em meio a Europa. Para completar a sua beleza, um monumento criado há 120 anos, um símbolo, respeitado e admirado pelos parisienses que realizam todas as comemorações em seu entorno, e a representação de um sonho para milhões de pessoas que gostariam de conhecê-la pessoalmente. Nós brasileiros temos um amor especial, uma ligação muito grande com tudo que se relaciona a França. Talvez um hábito dos tempos em que mandar os filhos estudar lá era sinal de nobreza. Mas, falando a verdade, quem não gostaria de estudar nesta cidade fantástica? Este ano, particularmente especial, nós brasileiros teremos uma série de eventos franceses no país, pois é o Ano da França no Brasil. Ulalá!!!! Vamos comemorar. Agora compartilhando, vi e adorei a reportagem que a Globo apresentou sobre a torre Eiffel no Bom dia Brasil. Coloquei o link neste post para que vocês também possam ver e sonhar em conhecer Paris. Bon Voyage!!! http://g1.globo.com/bomdiabrasil/0,

A Natureza é inocente

Estava lendo sobre reencarnação ontem quando me deparei com o seguinte texto, de Amado Nervo “Com a reencarnação já não podemos dizer: que culpa tenho eu de haver nascido nessa época fatal!! Esta época tu ajudaste a prepará-la em uma existência anterior. Procura que o mundo de amanhã seja melhor; mais culto, mais justo, porque tu hás de voltar por força dele, e colherás o que hajas semeado. Dentro de alguns séculos quiçá repouses à sombra do carvalho centenário que hoje plantaste.” Não importa se você acredita ou não em reencarnação, mas o texto é de uma verdade que chega a doer na consciência de cada um de nós. Vemos a cada dia as consequências de nossa falta de cuidado e negligência com o mundo onde vivemos. Sentimos na pele a mudança climática, as chuvas e rios inundando cidades inteiras, o sul do país penando em uma seca sem limites. Será que ainda existe alguma dúvida que somos responsáveis por tudo isso? A cada garrafa Pet, embalagem de leite, lata de alumínio, papel e papelão q

Felicidade Interna Bruta

Preocupamos-nos com o PIB, com o índice Bovespa, Nasdaq, com a percentagem de pessoas que vão votar em fulano e cicrano, mas dificilmente nos lembramos de incrementar nosso FIB (índice de Felicidade Interna Bruta). Se fizermos uma pequena pesquisa com as pessoas que estão a nossa volta, sobre o que as faria mais feliz, fatalmente cairíamos nos índices já citados acompanhados de uma boa mega-sena. E o índice interno? O que você tem dentro de ti mesmo que faça este indicador aumentar? Sorrisos! Então sorria mais. Abraços! Então abrace mais, mas abrace verdadeiramente. Pensamento Positivo! Procure todas as vezes que olhar para o próximo pensar coisas boas para ele. Ideias! Ponha as que forem realmente boas em prática. As outras, deixe para o mundo dos sonhos. Eles também aumentam o nosso FIB. A principal de todas as atitudes é olhar-se no espelho e enxergar o que está bem dentro de seus olhos: um ser em busca de crescimento. Isso é muito mais que felicidade, é a realização. E vamos falar

O Nascimento do Universo

“A ciência não fará a fé desaparecer, pois o ser humano busca um sentido adicional para sua existência. Isso não impede que as pessoas se tornem mais racionais e queiram que as religiões façam mais sentido.” George Smoot (astrofísico americano, Prêmio Nobel de Física em 2006) em entrevista para a Revista Veja nº 25, ano 41, edição 2066. 25 de junho de 2008. O nosso céu é um livro de memórias de um passado bem remoto. O que se observa em uma noite estrelada é um “vídeo” de até bilhões de anos atrás. Assim como o sol que nos aquece em um dia de verão está oito minutos atrasados em relação a real situação em que se encontra no dado momento em que é observado. Estamos sempre olhando o passado. Diante desta imensidão profunda da noite, o ser humano sempre se perguntou como surgiu o universo. Desde os primórdios do aparecimento do homo habilis, onde se pressupõe que a capacidade de cognição já era rudimentar, o homem olha para a imensidão do céu, abismado por seus mistérios. Hoje há uma sér

A crise dos 40

Eu fico pensando o que acontece conosco depois dos 40. Não é velho, a terceira idade ainda está longe; não é jovem e eu não preciso nem dizer o porquê. A era dos 40 é particularmente difícil para nós. Não porque a idade interfira muito, afinal em um mundo digital, quem se atualizou está sempre antenado, ou seja, não envelhece. Por outro lado, experimenta mandar um currículo para uma vaga de emprego - ninguém lê. Caso chamem para a entrevista - o que já é um milagre - você será tratado com uma certa cortesia e terá que encarar um olhar que está dizendo " por que chamei esta aqui, se não vou contratá-la". Na época dos meus pais, 40 anos era uma idade para se pensar na aposentadoria. A tranquilidade do lar, o não fazer nada. Hoje não, 40 anos é hora de recomeçar: uma nova profissão, uma nova empresa, um novo casamento....mas os setores de RH continuam a barrar nossos currículos, como se o nosso cerébro chegasse nesta idade e travasse, e como se nossa experiência profissional e