Pular para o conteúdo principal

Encontro com Lucinda Riley

Crédito: PROSA MÁGICA
A Editora Novo Conceito promoveu no último sábado, aqui em São Paulo, na Livraria Cultura da Paulista um Bate-papo com autora Irlandesa Lucinda Riley.
Para quem não conhece Lucinda Riley saiba que ela é uma das autoras mais talentosas e criativas que tenho visto nesses últimos anos. Ela escreveu A Casa das Orquídeas, A LuzAtravés da Janela, A Garota do Penhasco e a Rosa da Meia Noite, todos resenhados aqui no blog.
O encontro foi para o lançamento mundial de seu último livro As Sete Irmãs, cuja história é parte ambientada no Rio de Janeiro e se desenrola em torno dos mistérios que cercam a construção do Cristo Redentor (Em breve a resenha estará aqui no blog).
Crédito: Foto Prosa Mágica
O encontro foi muito bem organizado e divertido. Lucinda Riley é muito emotiva, e chorou diversas vezes ao ouvir as declarações da plateia. Indubitavelmente ela mereceu cada palavra. Além de talentosa e criativa, Lucinda nos presenteou com uma história  que acontece aqui, no Brasil, e tratou nosso povo e nossa cultura com respeito, com carinho, alias, carinho e paixão que ela parece transbordar sempre que fala sobre o país. E, é claro que os leitores de todo mundo passaram a nos ver através dos olhos de Lucinda, e isso nos honra muito.
No ano passado, a autora prometeu, em um dos encontros promovidos para divulgação de A Luz Através da Janela, que faria o lançamento mundial de As Sete Irmãs aqui no Brasil, e ela cumpriu a promessa.
Crédito: Foto Prosa Mágica
A autora nos contou que a ideia de escrever algo se passando aqui, no Brasil, surgiu em uma viagem em que ela veio ao Brasil com seu filho que queria muito conhecer o Cristo Redentor. E, como todo mundo que se vê diante daquele monumento, se apaixonou e ai Sete Irmãs começou a tomar forma em sua cabeça.
Mimos que a Editora nos deu.
Depois do bate papo ela autografou todos os livros, e como não poderia deixar de ser, conversou particularmente com todos os que estavam lá.

Só posso dizer que é raro encontrar em uma única pessoa tanto talento e tanta generosidade para com seu público. E, neste quesito Lucinda Riley é nota 10. 


Comentários

Camila disse…
Olá, Soraya!
Finalmente consegui um tempo para vir aqui comentar nas suas postagens! Nesses últimos tempos tive uma porção de problemas por aqui e quase não consegui acessar a internet! Espero que agora tudo volte ao normal!
De qualquer forma, adorei o seu post. A autora é super simpática. Pena que não consegui ir nesse encontro!!!
Beijos
Camis - Leitora Compulsiva

Postagens mais visitadas deste blog

Inferno

Autor:  Dan Brown Tradutor: Fabiano Morais e Fernanda Abreu Editora:  Arqueiro Número de páginas:  448 Ano de Lançamento:  2013 (EUA) Avaliação do Prosa Mágica:   9                               Gênio ou Louco? Você termina a leitura de Inferno e continua sem uma resposta para esta pergunta. Dan Brown nos engana, muito, de uma maneira descarada, sem dó de seu leitor, sem nenhuma piedade por sua alma. O autor passa praticamente metade do livro te enganando. Você se sente traído quando descobre tudo, se sente usado, irritado, revoltado. Que é esse Dan Brown que escreveu Inferno??? Nas primeiras duzentas páginas não parece ser o mesmo que escreveu brilhantemente Símbolo Perdido e Código D’Vince.  Mapa do Inferno. Botticelli. Então, quando você descobre que está sendo enganado, assim como o brilhante Robert Langdon, a sua opinião vai se transformando lentamente, e passa de pura revolta a admiração. É genial a manipulação que Dan Brown consegue fazer c

Tudo vai passar

Diante desta desgraça geral, com tantas mortes no mundo e no Brasil, pode parecer estranho um blog falar de leitura, de romance, de ficção, de sonhos. Pode ter a certeza que não é. Do que é feita a vida, senão de sonhos tornados realidades? O que seria agora, dos milhões de italianos que estão em isolamento total em suas casas se não fosse o sonho, a esperança? - Tudo vai passar. Uma das maneiras mais ricas de se passar um momento como esse é a leitura.   O livro é a porta aberta para o mundo que não podemos caminhar; são os abraços que não podemos dar; são os familiares que não podemos encontrar; são pessoas diferentes com as quais podemos dialogar, mesmo que em um primeiro momento pareça que estamos exercendo um monologo. Você pode optar por dialogar com escritores mais contemporâneos, que nos apresentam uma linguagem atual. Talvez uma conversa regada a saquê com Murakami com “histórias bizarras que gravitam no limite do realismo fantástico” como explica Felipe Massahiro.

Setembro

Autor:   Rosamund Pilcher Tradução: Angela Nascimento Machado Editora:  Bertrand Brasil Número de páginas: 462 Ano de Lançamento: 1990 Avaliação do Prosa Mágica:   10                         É uma história extremamente envolvente e humana que traça a vida de uma dúzia de personagens. A trama se passa na Escócia, e acontece entre os meses de maio a setembro, tendo como pano de fundo uma festa de aniversário que acontecerá em grande estilo. Violet, que me parece ser a própria Rosamund, costura a relação entre as famílias que fazem parte deste romance. Com destreza e delicadeza, a autora   nos conta o cotidiano destas famílias, coisas comuns como comer, fazer compras, tricô, jardinagem. Problemas pessoais como a necessidade de um trabalho para complementar a   renda e outras preocupações do cotidiano que surpreendem pela beleza que são apresentadas. É um livro em camadas, que pode ser avaliado sobre vários aspectos que se complementam. Pandora, por exemplo, é o