PARIS É UMA FESTA


Autor:  Ernest Hemingway
Editora: Bertrand Brasil
Número de páginas: 236
Avaliação do Prosa Mágica: Divino
                       

“Se você quando jovem teve a sorte de viver em Paris, então a lembrança o acompanhará pelo resto da vida, onde quer que você esteja, porque Paris é uma festa ambulante.”

Por alguma razão que não sei explicar, amo a década de vinte do século passado. A informalidade “formal” que viviam os escritores, poetas, pintores e músicos. Uma década de efervescência cultural e profundas transformações do mundo, da arte e da forma como se pensava. Cada uma de suas obras parecem trazer um frescor do novo que se perpetua até os dias de hoje.
Paris é uma Festa, do escritor norte americano Ernest Hemingway é um diário desta vida. O autor nos fala de sua primeira fase em Paris, cuja pobreza financeira é evidente, mas com uma vida rica culturalmente e extremamente profícua em publicações.
Hemingway relata seus encontros com escritores como Miss Stein, Ezra Pound, Evan Shipman, Scott Fitzgerald dentre outros. Escritores de grande talento, que nos escritos do autor, se apresentam como pessoas comuns, quase iguais a qualquer um de nós.
Eu digo quase, por que a produção de obras de cada um deles dariam posts aqui para mais de anos.
Sem dúvida o encontro mais contundente foi com Scott Fitzgerald. A sensação que a leitura nos proporciona é que Ernest se transformou por inteiro ao se deparar com o estranho Scott.
Os relatos de Hemingway são vivazes, detalhistas, nos informam e ao mesmo tempo nos deixam curiosos para conhecermos mais, para que a pequena indiscrição do autor nos forneça tudo o que queremos saber.
Ler “Paris é uma festa” é quase um passeio por uma Paris que já não existe, cujos ecos históricos podem ser sentidos em suas ruas, cafés, praças, parques, construções e no rio Senna.
Ermest nos dá uma chave para compreender o porquê da década de 20 ter sido um dos momentos mais férteis do século passado.
Brindando com vinho tinto, branco ou champanhe, Paris é realmente uma festa que nos permite uma viagem, sem volta, a um joie de vivre que o século 21 nos tirou em meio a sua tecnologia e excesso de informação.
Jamais teremos a “elegance” desta época. Um brinde a Paris!

Mini Biografia
Ernest Miller Hemingway nasceu em 1899, em Oak Park, Illinois (EUA). Trabalhando como repórter, Hemingway alista-se no exército italiano em 1916 e é gravemente ferido na frente de batalha. Ao deixar o hospital, passa a trabalhar como correspondente em Paris.
Em 1954 ganhou o Nobel de Literatura. Em 1961,  Hemingway suicidou-se em sua casa de Ketchum, em Idaho.

Comentários